NETFUT
Notícias de futebol

Cristiano Ronaldo encerra jejum de gols e Manchester United volta a vencer

Na tarde desta terça feira, o Manchester United recebeu a equipe do Brighton no estádio Old Trafford em jogo válido pela Premier League, e nesse jogo os Red Devils conseguiram a sua tão sonhada vitória depois de uma sequência de empates, e viu os portugueses do time comandarem a vitória, com fim da “seca” de Cristiano Ronaldo, Bruno Fernandes dando um super pique aos 90 minutos de jogo, e De Gea mais uma vez garantindo o placar a favor do lado vermelho de Manchester. Mas vamos aos detalhes do jogo.

Brighton dominante no começo

O Manchester United pegou e ainda vai pegar muitos adversários cascudos ao longo do ano, e no papel o Brighton não era um deles, mas o time fez por merecer ser visto nessa posição. O time visitante se impôs e decidiu que iria usar de marcação alta e muita correria para conseguir ficar com a bola e dominar o Old Trafford, e assim o fizeram.

Em dado momento do primeiro tempo, a posse de bola chegou a ficar 80% para o time de azul, e apenas 20% para os donos da casa, deixando a torcida no teatro dos sonhos extremamente apreensiva.

Um primeiro tempo para se esquecer

Não foi só a posse de bola, o Manchester United novamente sentiu uma dificuldade enorme de conseguir fazer a bola transitar. O adversário marcou muito pesado Bruno Fernandes, e sem que ele conseguisse fazer seu papel de armador, Cristiano Ronaldo ficou isolado na frente.

Como Sancho tem por característica a jogada individual, existiram momentos onde a torcida se irritou quando a bola não foi tocada para o Robozão, que estava sempre presente nas poucas jogadas que existiram.

O que deu esperanças à torcida, que nos últimos jogos o Manchester começava bem e depois pirava, e a esperança é que como o time tinha começado ruim, ele poderia melhorar.

Todos melhores no segundo tempo

O segundo tempo deu ao Manchester United outra arma. Os jogadores de meio conseguiram jogar melhor, e isso fez a diferença durante o jogo. Talvez o adversário tenha percebido, mas o fato é que com mais espaço para se mexer, e com a entrada de Pogba, o jogo foi outro.

O meia francês entrou extremamente bem na partida, ajudando não só na parte ofensiva, mas dando botes certeiros quando necessário, e assim os gols vieram.

O brilho português

Em uma bobeira da defesa, a bola sobrou para Cristiano Ronaldo, que partiu em velocidade e depois de deixar 4 marcadores para trás com um único corte, mandou um foguete no canto do gol. Sem chances para o goleiro, e com a “seca” de 5 jogos sem marcar encerrada com estilo.

Mas é claro, Cris não seria o único português a balançar as redes nessa partida, uma vez que aos 90 minutos em um bom contra ataque armado por Pogba, Bruno correu como se o jogo não estivesse no fim, e deixou o goleiro no chão antes de mandar pro fundo do gol.

Manchester United 2, crise evitada!