NETFUT
Notícias de futebol

Santos leva 3 do Juventude e fica a 1 ponto da degola

Neste final de semana o Juventude recebeu a equipe do Santos em jogo válido pela vigésima segunda rodada do campeonato brasileiro. O jogo aconteceu neste domingo, e embora a torcida santista tinha esperanças de um futebol melhor e de conseguir ao menos um ponto para seguir fugindo do rebaixamento, o Peixe acabou se complicando ainda mais.

Santos melhor no início

Na entrevista depois do jogo, Carille comentou que o Santos jogou melhor até levar o primeiro gol, e o treinador não mentiu. Com 15 minutos de jogo o Santos de fato era superior e já colecionava ao menos 3 grandes chances de gol.

Marinho teve chance que acabou isolando de cabeça, e Léo Baptistão também conseguiu perder duas chances, uma por baixo e outra também cabeceando por cima.

O Juventude encontrou grandes dificuldades em conseguir criar suas próprias chances, e nem conseguia manter a bola no campo ofensivo, e acaba se preocupando muito com as ofensivas do peixe que vinham principalmente de seu lado esquerdo, posição onde Jean Mota seguiu arriscando de fora da área, e em uma oportunidade levou perigo com uma bola que passou na rede pelo lado de fora.

Juventude cresceu no final do primeiro tempo

O Santos seguiu tentando, e Felipe Jonatan também arriscou em um chute bem forte, porém no entanto pouco a pouco o Juventude foi crescendo, até que mais para o final do primeiro tempo o time conseguiu um bom lance de bola parada, isso aos 45 minutos da primeira etapa.

Guilherme Castilho levantou bem a bola na área para que Ricardo Bueno pudesse chegar de surpresa para mandar para o fundo do gol. E assim o primeiro tempo terminaria, com o Juventude que não jogou bem 1, e o Santos que levou muito mais perigo, com 0 no placar.

Santos não conseguiu jogar a vontade depois

O Santos entendeu que a jogada levou sua parte de sorte, e entendeu que podia repetir o que vinha fazendo antes, porém o time não conseguiu manter a mesma pressão que manteve no primeiro tempo.

O Juventude passou a correr mais, sabia quão boa era sua vantagem, e passou a bater mais no jogo. O time ficou bem mais parado atrás, o que consequentemente fez com que o jogo ficasse mais lento e com menos chances.

Carille sabia que precisava fazer algo a respeito, e com isso o Santos perdeu seus 3 zagueiros para dar lugar a um time com mais meias ofensivos e mais atacantes também, com Gabriel Pirani e Diego Tardelli entrando no jogo.

Tudo isso acabou sendo em vão, e com 18 minutos de jogo Guilherme Castilho acabaria cobrando um escanteio na cabeça de Dawhan, que deixou o placar em 2 a 0.

Tecnico do peixe tentou, mas não foi suficiente

As mudanças de Carille acabaram não sendo positivas, já que o time passou até a atacar mais, mas não conseguia ser eficiente, e isso aumentou buracos que já existiam na defesa, e que foram escancarados sem os 3 zagueiros atrás.

Tanto que, aos 38 minutos do segundo tempo, Guilherme Castilho conseguiu fazer seu próprio gol depois de dar duas assistências, e dessa forma o jogo terminaria 3 a 0 para o Juventude.

Com esse resultado o Santos fica a apenas 1 ponto da zona da degola, e é preciso lembrar que o Grêmio, time que vem logo atrás, ainda tem partidas atrasadas.


Sem opção de comentar este post