NETFUT
Notícias de futebol

Reservas que entraram no jogo e estragaram tudo

Por mais forte que um time titular possa ser, todo elenco precisa de boas peças de reposição, sempre que um titular não pode jogar, seja por lesão ou por suspensão.

E é claro, todo técnico precisa de opções no banco para que possa mudar o estilo de jogo sempre que necessário. No entanto, conseguir um bom e fiel reserva pode não ser trabalho tão fácil, afinal, colocar uma pessoa qualquer no lugar de uma grande estrela pode significar problemas no jogo.

E pensando nisso hoje vamos listar aqui alguns jogadores que entraram em uma partida e acabaram estragando tudo.

Jesse Lingard

Vamos começar falando de um bem recente. Lingard voltou ao Manchester United depois de uma boa temporada emprestado, e por mais que a torcida do United tenha certa desconfiança dele, a sua boa temporada em 2020 fez com que alimentasse certa esperança no time.

Eis que em um jogo de Champions League, Ole, treinador do United na época, decide colocar Lingard no jogo, sacando ninguém mais ninguém menos que Cristiano Ronaldo. Uma decisão que se mostraria muito errada, já que o jogo estava empatado, e Lingard foi justamente o jogador que perdeu a bola que resultou no gol da derrota do United no jogo, pouco depois de ter entrado.

Bressan

Agora vamos reviver uma memória muito dolorida para o torcedor do Grêmio. Em um belo jogo da Libertadores, uma semifinal contra a forte equipe do River, o Grêmio vencia o segundo jogo daquela semi, e tudo se encaminhava para uma grande final entre Grêmio e Boca Juniors.

O Imortal teve um jogador expulso, e Renato Gaúcho, treinador naquele dia, resolveu mandar Bressan, zagueiro, para campo. O que Renato não esperava era que além de não jogar bem, o zagueiro ainda acabaria metendo a mão em uma bola que claramente iria ser isolada.

Resultado: Pênalti marcado, gol do River e eliminação do Grêmio.

Matheus Sávio

O cenário: Libertadores de 2017, o time do Flamengo precisando de um empate para se classificar para a fase de mata-mata da competição. Partida 1 a 0 contra o San Lorenzo, na casa do adversário.

O Flamengo poderia até sofrer um gol que passaria, e o treinador do Fla na época, Zé Ricardo decidiu que era hora de fechar a casinha e explorar contra-ataques, e por isso mandou para jogo Matheus Sávio, jogador que teria a função de puxar contra ataques, isso já na metade do segundo tempo depois de ter ficado a partida toda na frente, no placar.

O calvário flamenguista começaria com o jogo corrido e emoções a mil, Matheus Sávio tentou sair jogando na defesa, perdeu a bola, o que gerou um cruzamento e o primeiro gol do donos da casa.

O empate ainda serviria para o Fla, porém Matheus Sávio não se contentou, e tentou dar um chapéu na entrada da área, o qual não deu certo, perdeu a bola e viu o San Lorenzo marcar o seu segundo gol na partida.

Com esse resultado, o Flamengo caiu na fase de grupos, sendo um dos maiores vexames da história do clube.