NETFUT
Notícias de futebol

Conheça os técnicos que ficaram menos tempo em times Brasileiros

Esse ano estamos tendo um problema recorrente dentro do futebol Brasleiro: o problema de demissões precoces de técnicos. Só nessa temporada tivemos um exemplo na Série A com Ariel Holan no Santos e agora mais recentemente Lisca, que foi demitido do Vasco, ambos os técnicos ficaram no comando de seus respectivos clubes por apenas 12 jogos.

Com isso, precisam lembrar que técnicos serem desligados de seus clubes em pouco tempo de trabalho não é nada novo no nosso futebol, e por isso vamos listar aqui para vocês alguns dos trabalhos mais curtos da história do nosso futebol.

Oswaldo de Oliveira no Fluminense

Começando com um treinador que saiu cedo do Clube mas que ficou lá tempo suficiente para criar uma pequena confusão, estamos falando de Oswaldo de Oliveira, técnico que chegou para comandar o Fluminense, mas viu sua missão durar apenas 38 dias.

O treinador conseguiu apenas duas vitórias dos 7 jogos que disputou, e ainda saiu com a fama de brigão pela discussão que teve com Ganso na beira do campo, algo que incomodou muito a diretoria na época. Uma passagem que realmente só foi marcada pelo barraco, além do tempo curto de duração.

Vagner Mancini no Grêmio

Esse é um dos casos de demissão precoce mais curiosos de todos, já que geralmente quando um treinador cai, quase sempre é proveniente de uma sequência de maus resultados, como Lisca que já foi citado tendo 7 derrotas em 12 jogos.

Mas aqui temos a história de um treinador que foi demitido estando invicto. Vagner Mancini  ficou 26 dias no comando do Imortal, comandando a equipe por 6 jogos, ficando com apenas 2 empates e 4 vitórias.

Mesmo assim, o Grêmio entendeu que o treinador não era a pessoa ideal para o cargo, e aparecia, que na verdade foi de sucesso, acabou não durando.

Mário Sérgio no Botafogo

 

Aqui temos um caso no mínimo engraçado de bate e volta. Acontece que em 2007 após passagem pelo Botafogo, Cuca acabou deixando o Botafogo. Em seu lugar entrou Mario Sergio.

O treinador que veio com esperanças de substituir Cuca fazendo um trabalho ainda melhor deu logo um banho de água fria na torcida, tendo um saldo de 0% de aproveitamento, perdendo os três jogos no qual foi o treinador da equipe. Isso fez com que o Botafogo acabasse chamando Cuca de volta pro cargo, demitindo Mário Sérgio com apenas 20 dias no clube.

Júnior no Corinthians

Isso pode parecer que nunca aconteceu e na verdade foi apenas um delírio coletivo de todos que viram. Isso porque esses são dois nomes que não costumam estar ligados. Junior, ex-jogador, lenda da seleção e também do Flamengo chegou a ser técnico do Corinthians, time com o qual não necessariamente o jogador tem algum tipo de ligação.

O vínculo aconteceu, e foram apenas 2 jogos do treinador à frente do Timão, onde ele conseguiu duas derrotas, sem nenhum aproveitamento. Foram apenas 7 dias dessa parceria improvável, algo que provavelmente deve escapar a memória até do corintiano mais saudosista.


Sem opção de comentar este post