NETFUT
Notícias de futebol

Brasil joga bem, atropela Paraguai e cria mais dúvidas para Tite

O Brasil entrou em campo contra a seleção do Paraguai em mais uma rodada da eliminatória para a Copa do Mundo deste ano, e diferente das atrapalhadas do último jogo, a seleção entrou mais focada do que nunca e acabou passando por cima do Paraguai.

No processo muitos jogadores jogaram bem, e as definições de quem vai para a Copa ficaram ainda mais abertas, com novos nomes voltando a se destacar. Mas vamos falar um pouco sobre o que de mais importante aconteceu na partida.

Uma seleção de muitas faces

Tite é um treinador que gosta de jogar de acordo com as circunstâncias que um jogo vai ter. O time titular é composto por Casemiro, Fred e Paquetá, e dali para frente as coisas variam.

Mas como vimos, existem opções mais ofensivas que essas que podem ser usadas dependendo da história da partida. O treinador entrou com Fabinho, Paquetá e Coutinho, que fez com que o meio campo do Brasil embora menos marcador, se tornasse muito mais leve e mais ofensivo.

Então Tite sabe que se precisar ir a campo mais ofensivo, esse é o meio ideal.

Raphinha e Coutinho comemoram gol – foto: CBF

Um trio de ataque de respeito

Sabemos que quando Neymar voltar de lesão, ele tem um lugar cativo no time titular, no entanto, temos que admitir que o trio Vini Jr. Raphinha e Matheus Cunha funcionaram muito bem.

Vini era o rabiscador, puxava para si a responsabilidade das jogadas e puxava contra ataques, Matheus Cunha chamava para si a marcação e abria espaços, enquanto Raphinha ia para cima, se infiltrava e marcava gols.

Uma harmonia ofensiva entre as 3 partes de dar inveja a muito clube por aí.

Marquinhos titular absoluto

Se hoje a seleção tem um titular para chamar de absoluto, não é Neymar e Alisson, mas sim Marquinhos.

O defensor além de ser provavelmente o melhor zagueiro do mundo hoje, tem um talento incrível com os pés, e deu a assistência no jogo, mostrando que não é apenas um destruidor de jogadas, mas também um jogador que pode sair jogando e até dar passes em profundidade se necessário.

Hoje se tem uma posição que o torcedor pode ficar tranquilo quanto a seleção é justamente a zaga.

O renascimento de Coutinho

Marquinhos / Coutinho – foto: divulgação CBF

Temos que falar sobre Philippe Coutinho. Além do jogo de estreia fantástico que o jogador fez pelo Aston Villa, o jogador também fez um jogo incrível contra o paraguai. O jogador jogou bem, foi para cima, deu passes e acima disso fez um golaço ao seu melhor estilo, de fora da área com a perna calibrada.

Tite insistiu no jogador quando ninguém mais acreditou, e ao menos nesse jogo isso valeu a pena, e se manter o nível dessa forma, Coutinho certamente encontrará seu caminho para a Copa do Mundo, talvez até como um titular de Tite, que acha que o jogador pode ainda voltar aos velhos e gloriosos tempos onde o jogador era um dos meias mais promissores de todo o futebol mundial