NETFUT
Notícias de futebol

Em jogo de duas viradas, Bragantino bate o São Paulo, que acende o alerta vermelho

O São Paulo foi visitar o Bragantino em Bragança para um jogo decisivo para o time tricolor. O São Paulo foi focado em conseguir seus primeiros três pontos no Paulistão e tentar espantar a crise para lá.

E primeiro parecia que o time não iria conseguir, depois pareceu que iria, e por fim não conseguiu. Pareceu confuso? É porque o jogo teve duas viradas até o fim, com muitas emoções, mas com  final feliz ficando para a torcida do Massa Bruta. Mas vamos explicar isso.

Vira vira virou!

Esse provavelmente foi o jogo mais emocionante que vamos ver nessa fase do Paulistão. Os dois times entraram decididos a vencer mas desde e o começo o Bragantino mostrou que estava mais preparado para a vitória, tendo um início melhor o time acabou abrindo o placar cedo depois de uma falha individual de Miranda.

O São Paulo conseguiu reagir um tempo depois, e viu Alisson, validado pelo VAR, empurrar uma sobra de escanteio para dentro do gol.

Isso porque ainda no primeiro tempo, Hyoran, contratação recente do Massa Bruta, se aproveitou de um novo erro da defesa tricolor para por o time de volta na frente.

Com o Bragantino na frente, a onde de viradas estava prestes a começar. Isso porque no primeiro minuto do segundo tempo, com Igor Vinicius pegando um rebote de Rigoni, e depois aos 7 com Rigoni dando uma assistência para Calleri, o São Paulo viraria o jogo.

Essa seria uma grande história de como o São Paulo conseguiu seus primeiros 3 pontos, porém a história não acabaria ai, e o Bragantino retornaria a frente do placar com um golaço no ângulo de Hyoran, e depois, com a terceira bobeada da defesa em 4 gols, Gabriel Novaes, jogador formado em Cotia faria valer a lei do ex e sacramentou a vitória do Massa Bruta.

Alerta vermelho ligado no Morumbi

O São Paulo está passando pela sua pior estreia no Paulistão desde 1960, e isso diz alguma coisa. O time ainda não conseguiu ganhar no torneio, o único dos grandes que não conseguiu, e agora soma duas derrotas e um empate.

E pior do que não conseguir vencer e perder com as circunstâncias que o jogo teve, com os 3 dos 4 gols sofridos tendo sido feitos a partir de erros da defesa. E com isso o trabalho de Rogério Ceni começa a ser criticado logo cedo.

O treinador terminou em baixa o ano passado, e esperava conseguir dar a volta por cima nesse Paulistão, ao invés disso o atual campeão vem se queimando ainda mais, e não se sabe ainda como a diretoria e a torcida vão reagir a essa situação.

Mas vale a pena lembrar que 3 jogos foram o suficiente para que Sylvinho saísse do Corinthians exatamente porque a insatisfação já vinha de bem antes. Mas se o São Paulo vai ter a coragem de demitir seu maior ídolo pela segunda vez, não sabemos.