NETFUT
Notícias de futebol

Mais problemas na justiça! Corinthians é alvo de penhora por dívidas com jogador Sornoza

O Corinthians tem sofrido com problemas de dívidas antigas com jogadores já faz um tempo. Recentemente noticiamos que o Timão teria que pagar valores atrasados e corrigidos a Renê Júnior e Paulo Roberto, e agora tem mais um meia conseguindo o direito de receber do Corinthians.

Leia: Corinthians tenta novo contrato com velho patrocinador do clube

Isso porque recentemente a justiça determinou que irá realizar a penhora de 565,4 mil reais de valores que o Corinthians ainda tem para receber de alguns parceiros comerciais para sanar uma dívida que o clube possui com o meia Sornoza.

O jogador equatoriano atualmente ainda tem contrato com o clube que é válido até o fim do ano que vem, e nesse momento está emprestado ao Independiente Del Valle, e não parece que possui mais clima para uma possível volta.

O Corinthians vai ver o dinheiro que deveria vir para seu bolso saindo de seus parceiros como Nike, CBF, Banco BMG, Mídia e Globo indo para o jogador. O dinheiro deverá ser depositado em juízo.

A penhora é o capítulo final de uma novela que já vem rolando há um tempinho e que começou com o empresário de Sornoza, Bernardo Escansette, levando o jogador do Fluminense ao Corinthians, e vendo todos os problemas que viriam a se desdobrar.

O Empresário alega que não recebeu um valor referente a duas parcelas dos direitos de imagem do jogador. O valor na verdade era 528 mil reais, porém por causa do tempo passado o valor sofreu uma correção.

A decisão da penhora veio de Fábio Rogério Bojo Pellegrino, juiz da 1ª Vara Cível do Foro Regional do Tatuapé, e foi publicada já no Diário da Justiça essa semana.

Sornoza chegou ao Corinthians em 2019, e na época o Timão aceitou pagar o valor de 960 mil reais à empresa de Escansette, sendo que o valor seria parcelado em 4 vezes de 240 mil reais.

No entanto, Escansette alega que recebeu apenas uma das quatro parcelas combinadas, além de 50 mil reais que foram pagos em março deste ano. E por isso, a dívida que na época era de 430 mil reais, pode ganhar mais um adicional de 100 mil reais somando juros e os honorários do advogado do jogador que devem ser pagos pelo Corinthians.

Sornoza chegou ao Timão com a chance de fazer história.

Ele foi apenas o primeiro equatoriano a vestir a camisa alvinegra, e com ela disputou 50 partidas, marcou um gol e deu 11 assistências nessa passagem que ocorreu no ano de 2019.

O jogador ficou muito conhecido desde a época em que jogava no Fluminense por seu talento em bolas paradas, e boa parte das assistências que deu pelo Corinthians foi exatamente em cobranças de falta e de escanteio.

O jogador, no entanto, nunca se firmou na equipe e sempre ficou a impressão de que ele precisaria mostrar mais em campo. A temporada passou e esse mas acabou não vindo, e por isso ele acabou sendo emprestado no ano passado a equipe do LDU do Equador, e desde então não retornou ao clube.


Sem opção de comentar este post