NETFUT
Notícias de futebol

Top 5 maiores zagueiros do passado e do presente corinthiano

Seguindo nossas listas de maiores zagueiros de cada clube, hoje é dia de falar de um time que teve alguns defensores bem icônicos ao longo de sua história, desde defensores estrangeiros até goleadores. Hoje vamos falar dos maiores zagueiros da história do Corinthians.

Em 5º lugar: Goiano

Vamos começar com um jogador da era de ouro do nosso futebol. Um zagueiro vitorioso, que fez parte do Quarto Centenário com o título paulista de 1954. Mas mais do que títulos, Goiano pode ter sido o jogador que começou a tradição lendária de “Jogadores Raçudos” no Corinthians.

Todos sabem que não existe qualquer outra torcida que valorize tanto a raça em jogadores quanto a corintiana, e Goiano agrada fácil qualquer um deles, sendo famoso por acreditar que não existia bola pelo qual não valia a pena correr. O jogador também era conhecido por nunca correr de uma briga, o que é de se esperar, vindo de um jogador conhecido por ter tanta vontade em campo.

Em 4° lugar: Domingos da Guia

O Divino Mestre do Timão. Jogador que acabou por não ganhar nenhum título muito grande pelo time, mas que acabou se encaixando em uma das frases mais icônicas da torcida, o famoso “Não vivo de títulos, vivo de Corinthians”.

Domingos ficou famoso por sua classe em campo. Foram 4 anos de um zagueiro que conseguia sair tocando de defesa até o ataque sem a necessidade de dar chutão para frente, o que era bem incomum para época em que o jogador jogou. Tão incomum que a prática disso levou o nome de “domingada”.

Em 3° lugar: Gil

Um ídolo moderno ainda em atividade no time. Gil foi o melhor zagueiro do Campeonato Brasileiro de 2015, mostrando quão mágico foi sua primeira passagem pelo Timão. Na ocasião, o zagueiro conquistou a torcida com sua força e seu esforço, e mesmo assim, não sendo um zagueiro “grosso”.

Um defensor completo, e até hoje dado como um dos melhores que o time já teve. Atualmente o jogador está de volta ao time, em uma versão mais velha e menos habilidosa do que em sua primeira passagem, mas ainda mostrando amor ao time, e sendo titular da posição, sendo útil mesmo mais velho.

Em 2º lugar: Chicão

O Zagueiro artilheiro. Além de ter sido o xerife da equipe tanto na conquista da Libertadores quanto do mundial, no qual foi fundamental, Chicão marcou sua história no time com gols de falta e de pênalti, aquilo que sempre gera um gatilho positivo na torcida.

Sua raça e cobranças majestosas, colocam o zagueiro como o segundo maior da história do time, atrás apenas de um nome.

Em 1º lugar: Gamarra

O primeiro e maior paraguaio mais importante da história do Corinthians. Gamarra dispensa apresentações. O jogador conseguiu equilibrar perfeitamente raça e lealdade, fazendo diversos desarmes sem fazer falta, inclusive ficando mundialmente famoso por não cometer falta nenhuma em 4 jogos de Copa do Mundo, mesmo com muitos desarmes. De longe o maior zagueiro da história do Corinthians.