NETFUT
Notícias de futebol

Sylvinho considera começo de jogo ruim, o responsável por derrota no clássico

Apesar de estar na parte de cima da tabela, o Corinthians sofreu um duro golpe na derrota do clássico contra o São Paulo, acontecido nesta segunda-feira. O time acabou sentindo mais pelo fato de novamente não ter jogado bem.

Quem viu o jogo, viu um Corinthians lento, completamente desprovido de força ofensiva, e que apesar do começo ruim, sofrendo 2 gols em 6 minutos e tendo a sorte de um deles ter sido anulado, o time até conseguiu ficar com a bola depois disso, mas uma posse de bola que se mostrava ineficiente, já que o time não conseguia criar.

Mas apesar de todos esses fatores que contribuíram para que o resultado fosse o que fosse, o treinador Sylvinho ainda culpa mais o começo ruim da equipe para essa derrota.

– Todo mau momento durante uma partida de futebol se paga, paga caro. Tivemos os primeiros dez minutos com uma dificuldade da qual todos nós entendemos, não é só uma questão de rotação, não, é uma questão de duas ou três jogadas agudas do São Paulo, tínhamos isso claro em estratégia de jogo, sabíamos que o Reinaldo tinha passagem forte e chegamos a treinar isso. Foram dez minutos que o adversário esteve melhor que nós, e isso custa bastante. Qualquer momento da partida em que você esteja um pouco abaixo, pode custar caro. O campeonato é equilibrado, as forças se equivalem – disse o treinador.

No entanto, o treinador acabou não conseguindo fugir do assunto de falta de criatividade do time.

Muitos reclamaram que durante o jogo o Corinthians não mudava e insistia nas mesmas ideias que claramente não vinham dando certo, deixando claro que o time carece de criatividade e de ideias alternativas para construção de jogadas quando as coisas não estão saindo como o esperado.

Segundo o técnico, realmente a equipe teve sim muita dificuldade de criar, considerando que o seu adversário não lhe dava chances e tirava todas as possibilidades do Timão, fazendo cortes de linha de passe, eliminando jogadores de criação… Mas nada que faça do Corinthians um time previsível, pelo contrario, o treinador ressalta sua busca constante por um novo time a cada partida, terminando sua reflexão dizendo que o cenário está aberto para mudanças.

Feito o diagnóstico ruim, agora o Coritnhians precisa voltar os olhos para o próximo adversário, que também briga pelo G-6 do Brasileirão

O Corinthians não vai ter vida fácil nos próximos jogos, isso porque com a derrota o time se manteve em sexto e com adversários sedentos por uma vaga na Libertadores vindo atrás. E o próximo adversário do timão é justamente um time que tem brigado por essa vaga a muitas rodadas, o Internacional.

O time colorado está apenas um ponto atrás do Corinthians, e com isso a partida será um confronto direto, onde se o Timão perder sai da zona de classificação para o maior torneio da América. 

O jogo vai acontecer neste domingo na casa do Internacional.