NETFUT
Notícias de futebol

Sem espaço para riscos, São Paulo deve poupar atletas.

Decisões técnicas podem salvar elenco para a Libertadores

Na última terça-feira, o São Paulo empatou em 1 a 1 contra o Palmeiras no jogo de ida das quartas-de-final, no Morumbi pela Libertadores, o São Paulo ficou levemente em desvantagem em duelo que foi equilibrado pelas semifinais. Quando o time enfrentar o Grêmio pelo Brasileiro, essa situação levará o técnico Hernán Crespo a decidir se no fim de semana poupará os jogadores.

Leia: Pablo segue dividindo opiniões dentro do São Paulo 

Devido à situação da equipe no ranking do campeonato nacional, a escolha deve ser difícil.. O São Paulo ocupa a 16ª posição com 15 pontos. Está à frente do América-MG e do Cuiabá por um ponto. O Grêmio está em penúltimo por 10 pontos, mas dois jogos a menos que a equipe de Crespo. Na distância, a Chapecoense fechou a zona de rebaixamento com quatro pontos.

Os números acima mostram claramente a importância do jogo de sábado no Morumbi, pois o objetivo do time paulista é muito pequeno para o clube. Mas o tempo é a forma mais eficiente de os jogadores se livrarem da situação perigosa..

Porém, três dias depois, o time enfrentará o Palmeiras em uma grande partida. Depois que o desempenho do Paulista piorou após a conquista do campeonato, a eliminação dos adversários, iria coroar a recuperação do time paulista. A eliminação terá consequências imprevisíveis para o resto da temporada, incluindo tirar as atenções do Brasileiro.

Wellington

Em São Paulo, que vem contando o número de lesões por minuto, a última foi Wellington no jogo contra o Palmeiras, pareceu a mais acertada decisão de descansar jogadores importantes no sábado a fim de  prepararem-se para o Allianz Park. Os riscos vistos são maiores em mais uma rodada, entre os últimos quatro do Brasileiro. Crespo testou isso contra o Vasco e o Atlético-PR na semana passada, incentivando essa escolha. Com a aproximação do duelo contra o Palmeiras, a comissão técnica efetuou grandes ajustes na equipe titular, mas mesmo assim venceram dois jogos difíceis, ambos fora de casa.

Agora, Crespo pode repetir essa estratégia para o jogo de volta da Libertadores

Candidatos ao descanso, como Daniel Alves, que viajou pelo mundo até o campo do Morumbi, ou Rigoni, o melhor atleta nos últimos jogos, é melhor evitar riscos. Como pilar defensivo, Miranda voltou de lesão no jogo contra o Racing e, desde então, jogou quase todos os minutos dos próximos cinco jogos, só foi substituído no segundo tempo contra o Vasco no Rio de Janeiro. 

No primeiro jogo das quartas de final, o São Paulo demonstrou condições suficientes para avançar para a Libertadores. Diante de um time forte, assumiu o controle ainda no primeiro tempo, embora a melhor chance fosse do Palmeiras. Na fase final, ele marcou um gol desde o início até que melhorou no empate, Patrick De Paula chutou longe, Thiago Volpi errou, quando pediu uma barreira com apenas um homem, o erro foi cometido, quando Pablo tentou cortar a bola.

Foi um confronto equilibrado, como demonstrou o desempenho das duas equipes nos jogos anteriores. Como deve ser o jogo na próxima terça. Há pouco espaço para riscos. Em uma situação de 1 a 1, o Palmeiras começou o jogo da próxima semana porque vazou o São Paulo como visitante. A equipe de Crespo deve vencer com dois ou mais gols ou buscar o empate para voltar às semifinais da Libertadores.