NETFUT
Notícias de futebol

São Paulo e a “maldição da camisa 10”

Não existem dúvidas nenhumas de que o São Paulo teve diversos jogadores lendários vestindo sua camisa 10. Os torcedores com certeza se lembram de como foi ter tido Hernanes em sua primeira passagem, Danilo lá por 2005, Raí em um passado mais distante.

Leia: Futebol de Peso! Veja 5 jogadores que atuaram bem na carreira, apesar dos quilos a mais

Mas já faz um tempo que a camisa 10 do São Paulo não é bem representada, ou pelo menos é bem representada só por um período de tempo. E hoje vamos lembrar de alguns dos piores nomes a vestir a camisa 10 do time nos últimos anos.

Rivaldo

Ok, vamos pegar leve aqui, temos que levar o contexto em consideração. Quando Rivaldo chegou ao São Paulo em 2011, as pessoas deveriam saber que aquele não seria o mesmo Rivaldo de sua antiga passagem no Brasil, e muito menos, o Rivaldo do Barcelona.

A maioria até sabia disso, mas esperava-se mais do jogador. No fim, ele fez algo que ainda veremos bastante nessa lista: começar jogando bem e ir caindo aos poucos, até ficar insustentável. Apesar de não ter dado certo, o jogador ainda guarda alguns bons lances, gols e dribles bonitos usando a camisa tricolor daquela passagem.

Jadson

Aqui temos um caso curioso. Jadson é lembrado sempre como um dos maiores meias que já jogou pelo Corinthians, no entanto, sua história teve o São Paulo como um dos momentos mais importantes.

O jogador foi camisa 10 do tricolor, e mais do que isso, foi uma das contratações mais caras do time. Lá, ele teve um grande primeiro ano, que ajudou ele a chegar inclusive na seleção brasileira, no entanto, existiu uma quebra de rendimento e aos poucos ele perdeu boa parte de sua moral, ao ponto de ser trocado por Alexandre Pato.

Mais tarde com a camisa corintiana, Jadson iria se tornar um gigante, mas com a 10 do São Paulo, ele realmente não deve ter deixado saudades.

Ganso

Hora de falar sobre custo benefício e expectativa. Muita gente enxerga a passagem do Ganso pelo São Paulo boa. O jogador teve seus momentos, alguns gols e assistências, mas antes de afirmarmos que um jogador foi bem ou mal é muito importante que olhemos as expectativas que existem em cima dele.

A transferência de Ganso do Santos para o rival São Paulo, balançou o futebol brasileiro. Torcida santista revoltada jogando moedas nele, torcida do São Paulo empolgada, mas infelizmente ficou por isso mesmo.

Os poucos bons momentos do jogador do time ficaram longe de compensar tudo o que o jogador tinha custado para o São Paulo, e apesar de não ter sido desastrosa, ficou longe de ser considerada uma passagem boa.

Cueva

Mais um exemplo de jogador que até começou bem, mas desandou. Cueva jogou pelo tricolor acumulando alguns bons momentos, com gols e assistências em clássicos. No entanto, a falta de disciplina e estar constantemente fora de forma ajudou para que o rendimento do jogador caísse bruscamente, fazendo com que o jogador saísse praticamente pela porta dos fundos do clube.

Daniel Alves

Não há dúvidas que a torcida de futebol pode ser um pouco passional às vezes. E talvez até seja o caso de alguns torcedores que tem gritado aos 4 ventos que Daniel Alves é o pior camisa 10 da história do São Paulo.

Passionais ou não, eles tem um ponto em comum. O jogador que atuou muito como lateral mesmo estando com a 10, nunca funcionou de verdade, bateu cabeça com a diretoria muitas vezes e testou a paciência da torcida até onde dava.

O São Paulo hoje deve ao jogador, mas não tenha dúvidas que ele, como atleta, sai também devendo ao tricolor, uma dívida que nunca será paga.


Sem opção de comentar este post