NETFUT
Notícias de futebol

Palmeiras fecha meio de junho com 6,6 milhões negativos. Entenda a historia.

Quando pensamos em times com problemas de dívidas, certamente o Palmeiras não é um dos clubes que vem à mente das pessoas. Nem Palmeiras, e nem Flamengo, e com tudo o que tem gastado, nem o Atlético Mineiro provavelmente.

No entanto existe uma verdade sobre o futebol brasileiro, que já até foi comentada aqui, que os torcedores tem que aceitar: O fato de que todo clube brasileiro tem dívidas!

Leia: Poucas contratações e muita confiança no elenco! veja quem foi o palmeiras nessa janela

O que muda de um para o outro é o valor e como essas dívidas afetam o clube no dia a dia. Alguns clubes conseguem lidar com elas sem que elas interfiram demais no dia a dia, como é o caso do Internacional, que vemos pouco na mídia sendo ligado a problemas financeiros, mas que tem mais de 800 milhões de reais em dívidas.

E existem também casos como o Corinthians, que a todo momento tem problemas de bloqueios na justiça por conta de algumas dívidas do passado. E claro, você tem o Cruzeiro, que é o ponto onde as dívidas influenciam diretamente a partir do futebol, chegando a fazer com que o time perca pontos.

E do extremo oposto, nós temos times como Palmeiras, que a primeiro olhar nem imaginamos que tenha qualquer tipo de pendência. Mas isso está bem longe de ser realidade.

Para se ter ideia, foi constatado que o Verdão teve 6,6 milhões em déficit no mês de junho, isso de acordo com o próprio balancete apresentado pelo COF, o Conselho de Orientação e Fiscalização, e que foi publicado no site oficial do Palmeiras.

O ano até agora não foi apenas de saldo negativo, isso porque ao longo dos primeiros 6 meses do ano, o time alviverde lucrou 60,6 milhões de reais, sendo que os méritos por um começo de ano tão balanceado e bem organizado ao ponto de sobrar dinheiro é dado totalmente ao Departamento de futebol. No entanto, logo no mês de junho foram os primeiros 3 milhões de reais de déficit.

Os bons números conseguidos pelo time no começo do ano não enganam a diretoria, que sabe que precisa ter cuidado com a parte financeira, e por isso, o time segue em estado de alerta por gastos extras e desnecessários, pois sabe que enquanto estivermos na pandemia e sem os torcedores no estádio, não dá para ser confiante com nenhuma receita.

Para quem não lembra, já faz mais de um ano que o Verdão não vê um só centavo de receita de bilheterias, e com a crise, houve também uma queda significativa dos valores do Avanti, e por mais que a vacinação esteja acontecendo, isso não deve melhorar muito esse ano, o que é preocupante, já que no ano passado o time acabou com 151 milhões de reais em dívidas.

O clube entende inclusive que até o final do ano passa haver ainda a necessidade de negociar alguns jogadores para auxiliar no financeiro, tática que times atualmente mais humildes financeiramente falando tem feito, para mostrar que quando o assunto é dinheiro, os times estão quase que todos no mesmo barco.