NETFUT
Notícias de futebol

Mais Querido tem liminar derrubada por STJD e não poderá contar com a Nação no Maracanã por enquanto

Ao que tudo indica as polêmicas envolvendo o Flamengo e o público ainda estão longe de ter um fim. Na noite de ontem o Flamengo teve público na partida realizada contra o Grêmio no jogo válido pela Copa do Brasil, isso a contragosto da equipe gaúcha.

No entanto, após o jogo, durante a madrugada, Felipe Bevilacqua, vice-presidente do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva, o STJD derrubou a liminar que permitia com que o Flamengo pudesse ter público em seus jogos válidos pelo Campeonato Brasileiro.

Leia: Brasileiros de Outras seleções! Conheça 5 jogadores brazucas que defendem outro país no futebol

A decisão faz com que o Flamengo não possa contar com público pelo menos até a próxima reunião do Conselho Técnico dos Clubes da Série A, que está marcada para acontecer no dia 28 deste mês ainda.

Acontece que o Flamengo esperava ter torcida pelo menos nos próximos 3 jogos que iria disputar, como uma forma de testar como a torcida se comportaria voltando para estádio, sabendo assim quanto de público poderiam liberar, no entanto, alguns clubes da Série A sentiram que o Flamengo estava tomando decisões à frente deles e da liga e por isso, ameaçaram até adiar jogos caso o Fla pudesse ter público novamente no Maracanã, no jogo do próximo domingo 19/9, que coincidentemente será novamente contra o Grêmio, mas agora pelo Campeonato Brasileiro.

A decisão do STJD veio com um recurso que foi apresentado por 17 clubes da Série A do Brasileirão, dos quais não fizeram parte nem o Atlético-MG e nem o Cuiabá. O motivo seria que as duas equipes também estavam tentando conseguir legalmente que suas torcidas voltassem aos estádios e acabaram tendo seus pedidos negados por Otávio Noronha, presidente do tribunal.

Nas palavras ditas por Felipe Bevilacqua, foi citada uma preocupação com uma possível paralisação da competição caso as coisas saíssem como o Flamengo queria. Ele citou que por conta da urgência que os clubes tinham para resolver essa situação de possível violação da legislação federal , e também dadas todas as consequências que a permanência da ideia de receber público nos estádios, poderia trazer como reação dos outros clubes que se sentiriam prejudicados com a decisão e que o assunto iria voltar a tona na reunião do dia 28. Vale lembrar que o Flamengo faltou à última reunião.

Nessa reunião, todos os clubes que estavam presentes afirmaram que querem sim que o público volte aos estádios, mas querem que isso aconteça de forma simultânea, ou seja, que todos possam ver o público ao mesmo tempo. Isso porque existem estados do País onde o público ainda não foi liberado pelo governo a adentrar estádios, como por exemplo Ceará, Pernambuco, Bahia e São Paulo.

Acontece que o Flamengo havia conseguido uma liminar na justiça autorizando o time a ter presença de público, algo parecido com o que o Atlético Mineiro havia conseguido. Caso a decisão seja mantida, o Flamengo terá menos dor de cabeça já que os ingressos para o fim de semana ainda não começaram a ser vendidos e por isso, o time não terá que pensar na logística de devolução.


Sem opção de comentar este post