NETFUT
Notícias de futebol

Lei do ex entra em vigor e São Paulo bate Athletico-PR

No sábado, o time do São Paulo tinha pela sua frente um confronto nada fácil: enfrentar o forte time do Athetico-PR, na casa do adversário. O Furacão vem fazendo um bom campeonato brasileiro, e atualmente na zona de classificação para a pré libertadores, era considerado por muitos o favorito do jogo.

Leia: No DM São Paulo corre para Garantir plantel forte para a Libertadores

O tricolor paulista, por outro lado, vinha de uma vitória contra o Vasco no meio de semana, e com a cabeça em seu confronto contra o rival Palmeiras pela Libertadores no próximo meio de semana. Isso fez com que o time, que ainda está muito desfalcado e com diversos nomes no Departamento Médico, entrasse em campo decidido a fazer uma boa partida, mostrar força e ganhar confiança para o clássico decisivo que virá a seguir.

São Paulo superou todas as expectativas do Torcedor

Outro fator motivacional para esse jogo era melhorar a sua posição na tabela. Antes de entrar em campo o São Paulo era o primeiro time da zona de rebaixamento, posição que é fruto de maus resultados no campeonato até aqui. E toda essa motivação se faz válida, pois com ela, com a lei do ex, e com erros da defesa do furacão, o São Paulo bateu o Athletico Paranaense pelo placar de 2 a 1.

Apesar dos outros fatores citados, o São Paulo foi o maior responsável por sua vitória. O time voltou a jogar bem. Desde o começo do jogo o tricolor já mostrava que teria personalidade no jogo, tocando bem a bola e criando chances de gol. Gol esse que viria cedo, tão cedo que antes o time ainda teria tempo de ver Rojo perder um gol praticamente feito embaixo da trave ao decidir não usar a perna ruim para finalizar.

Por sorte o gol não fez falta, e aos 12 minutos de jogo Pablo colocaria a lei do ex, a lei que mais funciona dentro do futebol em prática. O jogador do Furacão foi derrubado dentro da área em jogada individual e o juiz apontou o pênalti, que ele mesmo mandou para o fundo das redes, com o goleirão até acertando o canto, mas não conseguiu alcançar a bola. 

Apesar de ter sentido o gol, o Athletico não conseguiu melhorar muito dentro do jogo, mas mesmo assim em boa jogada trabalhada conseguiu empatar a partida aos 27 minutos ainda do primeiro tempo também, com Renato Kayzer.

Porém a alegria do empate não ia durar muito, uma vez que logo aos 33 o tricolor paulista passou a frente do placar novamente, e de novo com gol do contestado Pablo. O jogador colocou a bola para dentro após um cruzamento rasteiro que foi furado por Thiago Heleno.

Esses seriam os únicos gols da partida. O Athletico bem que tentou, foi mais incisivo no segundo tempo, buscando o empate a todo momento, com boas jogadas de Nikão. Mas nada disso foi suficiente, e o São Paulo acabou saindo com a vitória, e agora já tem o Palmeiras em seus pensamentos para o jogo de terça-feira.

Sem opção de comentar este post