NETFUT
Notícias de futebol

Final da Liga Africana das Nações teve astros do Liverpool como rivais e goleiro do Chelsea

Enquanto aqui no Brasil estamos vendo nossos times do coração nos campeonatos estaduais, lá fora estávamos tendo também uma competição de seleções que certamente foi muito divertido de se assistir.

A Copa Africana das Nações teve muitos jogos emocionantes, e teve também muitos jogadores que brilham no futebol da Europa brilhando por lá também e dando show.

Leia mais: Renovação de Salah com Liverpool trava, e jogador dispara: “Não estou pedindo nenhuma loucura”

E o maior deles acabou ficando dividido entre dois jogadores que são colegas de time e também amigos. Os torcedores do Liverpool se divertiram ainda mais porque puderam ver Mane e Salah frente a frente como adversários.

Acontece que a dupla ofensiva dos Reds estavam na grande final do torneio, um por Senegal e o outro pelo Egito, fazendo um grande duelo que só pode ser decidido nos pênaltis.

Egito era favorito

O Egito chegou a grande final sendo o grande favorito ao título pelo seu histórico. A Seleção é a principal campeã deste torneio. No entanto, Senegal fez a melhor campanha de sua história e conseguiu chegar à final invicto. Os senegaleses inclusive nunca haviam vencido o título, e em 2019 eles também chegaram à final e acabaram sendo vices para a Argélia.

E durante a partida, Sadio Mane começou o jogo assustando o seu próprio torcedor, já que durante a primeira etapa do tempo normal o jogador acabou desperdiçando um pênalti, e todos acharam que isso poderia voltar para assombrar o jogador até o fim da partida.

Para sorte do jogador, o Egito também não estava muito inspirado, e mesmo com o Faraó Salah, nenhum gol foi marcado seja no tempo normal, ou seja durante a prorrogação, tendo apenas muitas emoções, grandes defesas e gols perdidos, o que elevou a tensão do estádio em Camarões.

Decisão nos pênaltis

Durante os pênaltis, Mane se redimiu e converteu seu pênalti, ajudando assim Senegal a ficar com um título, com uma disputa que acabou em 4 a 2 para a seleção de Mané, fazendo com que Salah e o Egito ficassem sem a taça.

O abraço dos dois jogadores do Liverpool no final mostrou o quanto a amizade fica, e como no fundo Salah também está feliz pelo companheiro de equipe, que pode levar o título inédito de sua seleção para muita felicidade de todos os torcedores.

Goleiro do Chelsea

Mas claro, temos que celebrar também um terceiro personagem nessa história, um que nessa final foi mais importante que esses dois. Estamos falando de Mendy, goleiro do Chelsea, que não só foi o melhor dessa partida como também levou o prêmio de melhor goleiro da competição, sendo fundamental para Senegal nas cobranças de pênaltis.

O goleiro já havia sido nomeado melhor goleiro do mundo no ano passado, e com mais esse prêmio o goleiro segue se tornando gigante na história do futebol. Tudo isso sabendo que a 7 anos atrás o jogador de 29 anos passava dificuldades financeiras, e procurava por outros trabalhos além de jogador de futebol para sobreviver as voltas que o mundo da bola da.