NETFUT
Notícias de futebol

Brasil joga mal e mesmo assim vence a seleção do Chile

A seleção do Chile recebeu o Brasil em jogo válido pela fase das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, na noite desta quinta feira em jogo realizado em Santiago, no Chile, e nesse jogo não tivemos magia, beleza ou pinturas por parte da seleção canarinha, mas tivemos uma vitória, e isso foi suficiente para manter o 100% na competição.

Leia: Em situação inusitada, jogador do Chile abandonou a seleção por estar com o coração dividido

Mas quem assistiu o jogo não teve a noite de quinta mais agradável de todas. A seleção jogou mal, e isso ficou claro desde o começo do jogo, com o Chile em cima, com a bola e trocando passes.

É preciso dizer que a seleção do Chile também não foi a mais criativa de todas, e mesmo sua posse de bola não era a mais objetiva de todas. Por isso as chances no jogo custaram a aparecer.

O Jogo

1º Tempo

Quando apareceram, eram de bolas no alto, seja com elas rolando ou paradas. Dentre todas, a melhor chilena passou por Vidal, que encheu o pé no gol e fez Weverton ter que defender ela, e depois defender também o rebote.

Tite experimentou algumas coisas nesse jogo, como por exemplo a oportunidade que deu para Vinícius Júnior que jogou pela esquerda, além também de Bruno Guimarães que ganhou oportunidade como titular.

As melhores chances da seleção brasileira vieram de dois contra-ataques diferentes, um onde Neymar e Bruno Guimarães trabalhando junto mas com o meia se atrapalhando e a outra com uma parceria entre ex santistas, como Gabigol e Neymar trocando passes para um chute que acabaria indo por cima do gol.

E dessa forma o primeiro tempo ia terminar com o zero no placar para os dois lados.

2º Tempo

Já na segunda etapa, Tite trouxe reforços rubro-negros para ajudar a seleção, sendo eles o atual e o ex rubro-negro, Everton Ribeiro e Gerson. Os reforços funcionaram e o Brasil melhorou com a entrada dos jogadores, que ajudaram a levar perigo para a meta de Bravo.

Começando com Alex Sandro logo aos primeiros 3 minutos de jogo da segunda etapa. Mas seria Everton Ribeiro que mais tarde aos 18 minutos tiraria o zero do placar. O meia pegou o rebote que Neymar conseguiu com um chute de assistência do próprio Everton Ribeiro, assim, o Brasil saiu na frente.

Matheus Cunha ganhou sua chance aos 32 do segundo tempo assumindo o lugar de Gabigol no jogo, mas acabou não tendo muitas chances para fazer o que sabe fazer de melhor.

Depois disso, a emoção do jogo acabou de vez, com a exceção de uma rápida polêmica de pênalti por parte da torcida chilena. Acontece que Casemiro derrubou Vidal aos 41 minutos, mas o árbitro entendeu como nada, para a revolta dos torcedores presentes, que acabaram ficando muito na bronca.

O jogo ainda veria Marquinhos levar um cartão amarelo e por conta de estar pendurado antes do jogo, o zagueiro não irá enfrentar a Argentina na revanche da Copa América no Domingo, uma perda ruim para a seleção.