NETFUT
Notícias de futebol

Em situação inusitada, jogador do Chile abandonou a seleção por estar com o coração dividido

Não é todo dia que vemos histórias como a que vamos relatar aqui hoje. Claro que o futebol é cheio de situações inusitadas, e nós no Brasil somos os campeões em realizá-las. Poderíamos citar uma lista interminável de situações onde desafiamos as leis da lógica. Tivemos que empurrar ambulância que não funcionava enquanto ela socorria alguém do jogo, tivemos massagista entrando em campo e salvando gol em cima da linha, cachorros invadindo o campo, garças invadindo o campo, torcedores invadindo o campo e por aí vai.

Assista Chile x Brasil ao vivo na Globo ou no SporTV hoje

Leia: Quem se deu melhor? Quais as maiores contratações dos brasileiros da janela?

Mas dessa vez, embora nós até estejamos relacionados com a partida, já que trata-se de Brasil e Chile no jogo desta noite, não foi nenhum brasileiro ou mesmo a seleção brasileira que foi a protagonista do acontecido.

Acontece que dessa vez a história envolve amor e um motivo justo para ser. A seleção chilena teve uma baixa, o atacante Robbie Robinson, que está treinando com a seleção após ser convocado e poderia entrar em campo hoje para enfrentar o Brasil na partida válida pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022.

O motivo que fez o jogador abandonar a concentração e não ir jogar, é porque ele ainda não tem certeza se quer realmente defender o Chile quando for jogar por uma seleção, isso porque Robbie não nasceu no Chile, e sim nos Estados Unidos.

O mais curioso de tudo, é que o jogador foi convocado e entendia que queria sim jogar pela seleção Chilena, porém seu tempo na concentração fez com que o jogador pensasse a situação e sentisse que não está pronto para poder tomar a difícil decisão.

O atleta chegou a soltar uma nota oficial sobre o ocorrido em suas redes sociais, onde ele diz agradecer a todos os torcedores, colegas de seleção, comissão técnica e funcionários em geral pelo carinho e pelo bom recebimento dele no tempo em que esteve junto da seleção. Ele diz ter desfrutado ao máximo os treinamentos e se sente honrado da forma com que foi tratado, e que no momento irá voltar para a Flórida para poder ter seu tempo para repensar toda a situação, e enquanto atua por seu clube, o Miami CF na MLS, ele irá pensar sobre seu futuro e tomar a decisão de qual seleção ele vai defender como profissional.

Quem também soltou uma nota falando sobre o ocorrido foi a Federação Chilena de Futebol, a ANFP, que foi bem clara na hora de explicar sobre a liberação do jogador, deixando claro que ele não tem mais compromisso com o jogo contra o Brasil hoje, ou mesmo contra o Equador ou a Colômbia, que serão adversários futuros do Chile ao qual o jogador também estava convocado.

O que acontece com o jogador, é que ele nasceu no estado da Carolina do Sul nos Estados Unidos, na cidade de Camden, sendo assim o jogador tem dupla nacionalidade. Porém hoje com 22 anos o jogador precisa tomar uma decisão de onde jogar, a qual ele ainda não sabe. A imprensa chilena alega que o jogador tem recebido constantes pressões da família e de amigos para que ele deixe a seleção do Chile para representar a seleção norte-americana.