NETFUT
Notícias de futebol

Veja porque Luís Castro escolheu o Botafogo ao invés do Corinthians

Recentemente o Corinthians já estava até fazendo as suas pesquisas para saber mais sobre aquele que todos acreditavam que seria o novo treinador do Corinthians. O português Luís Castro movimentou as notícias do futebol brasileiro porque era o favorito entre dois alvinegros, já que além do Corinthians, o Botafogo também queria contar com o treinador.

E de começo, todos achavam que a escolha óbvia seria o Corinthians, um time que atualmente tem um elenco forte e com um renome internacional. No entanto, alguns detalhes foram deixados de lado pelas pessoas, que se surpreenderam ao ver o português dizer sim para o time carioca.

E se você é desses que ainda está se perguntando o por quê o treinador português escolheu o Fogão ao invés do Timão, nós vamos dar alguns motivos aqui.

Projeto ambicioso

Ok, não estamos dizendo que o projeto do Corinthians não é ambicioso, mas o ponto é que o Corinthians já está na posição que precisa estar. O Timão já é um time que tem Mundial, Libertadores, múltiplos Brasileirões, e tudo o que vier vai ser apenas continuidade do que o time já conquistou.

O Botafogo tem apenas um Brasileirão na sua conta, e tudo o que vier de título internacional e nacional vai ser pra sempre marcado dentro da história do clube. Dessa forma, o projeto do Botafogo é se transformar em um time de elite, e se Luis Castro for o treinador que conseguir fazer isso, ele certamente vai estar marcado na história do clube como o maior treinador da história do Eogão.

Alguém acha que no Corinthians, Luis Castro conseguiria superar os feitos de Tite a ponto de tomar seu lugar como maior treinador da história do clube?

Cara de clube europeu

John Textor, além de novo dono do Fogão, é também alguém com um vasto conhecimento sobre o futebol, sobretudo, o futebol europeu e para que não sabe ou não se lembra, ele é um dos acionistas do Crystal Palace da Inglaterra, e no que depender dele, muita coisa vai ser parecida com o time inglês.

Claro que algumas adaptações de realidade precisão ser feitas para bater com nosso futebol, no entanto, a administração vai ser pensada em como as coisas são lá fora. E obviamente isso vai agradar mais um treinador que vem de fora.

Isso porque existe sempre um receio dos treinadores estrangeiros na hora de virem ao Brasil, por enxergarem os clubes daqui como bagunçados, e quantas histórias não temos de treinadores que chegaram a clubes aqui e disseram que esperavam algo diferente?

Mais segurança no cargo

Outro detalhe importante, é que John Textor também enxerga o futebol com os costumes do futebol europeu. Isso significa que ele não vai demitir um treinador no primeiro sinal de problema. Sabemos a pressão que vai ser para quem assumir o Corinthians com um elenco tão forte,  3 derrotas seguidas já pode fazer com que o treinador esteja na berlinda.

No Botafogo, ele certamente terá o tempo que precisa para poder pôr em prática um projeto longo.