NETFUT
Notícias de futebol

Timão e Bragantino tem empate emocionante. Como foi o jogo?

Neste final de semana o Bragantino recebeu a equipe do Corinthians em partida válida pela vigésima terceira rodada do Brasileirão Assaí 2021. A partida aconteceu na noite deste sábado, e foi sem dúvida alguma, a melhor partida desta rodada mesmo sem ter terminado com uma vitória para qualquer lado que fosse.

O Jogo

1º Tempo
O primeiro tempo já começou mostrando a vontade de vencer que as duas equipes tinham. O Corinthians conseguiu mais volume de jogo, seus jogadores pareciam melhores espalhados pelo campo, o que fazia com que a todo momento, tivesse alguém para levar perigo ao goleiro Cleiton.

Cleiton jogou muito no meio da semana e, nessa partida, novamente brilhou conseguindo fazer grandes defesas e salvando os donos da casa mais de uma vez durante a primeira etapa, com grandes finalizações feitas tanto por Roger Guedes quanto por Renato Augusto.

O goleiro ainda contou com ajuda de Fabrício Bruno no gol, já que o zagueiro entrou na frente da finalização de Willian, que tinha endereço certo após o jogador conseguir trazer a bola para dentro do lado esquerdo.

Apesar do volume de jogo do Corinthians ser maior, a partida ficou bem longe de ser ataque contra defesa, com o Bragantino chegando um pouco menos em quantidade, mas até melhor em qualidade.

Cássio teve que se virar muito para que o time de Bragança não abrisse o placar no primeiro tempo. Ytalo testou para a defesa do gigante, que também teve que parar Jadsom e Cuello.

Com as duas equipes bem em campo, o primeiro tempo terminou com as duas equipes satisfeitas com seus respectivos desempenhos dentro de campo.

2º Tempo
Os mais negativos em relação ao futebol desempenhado aqui no Brasil provavelmente apostaram em um segundo tempo bem pior que o primeiro, já que os times aqui tendem a perder o gás na segunda etapa,  como desempenham da forma que foi no primeiro, mas especificamente nesse jogo, a segunda etapa acabou sendo ainda melhor que a primeira.

A prova disso é que logo aos 4 minutos Gabriel Pereira, o popular GP recebeu um bolão de Fagner, mas mesmo de frente para o gol acabou perdendo de marcar. O mesmo GP encontrou bem Roger Guedes que enfiou uma bica na bola que parou na trave, isso 5 minutos depois do gol perdido.

A vingança veio direto com o um gol dos donos da casa, aos 10 minutos. Lucas Candido aproveitou rebote de um chute para só empurrar para dentro do gol e colocar o Massa Bruta na frente.

O Corinthians seguiu tentando e quase Renato Augusto marcou um golaço de cobertura em Cleiton. 1 minuto após isso, Cantillo também teve sua chance e mandou na rede pelo lado de fora.

A Partida teve o segundo tempo mais produtivo da rodada, aproveitando minuto a minuto de jogo

O banho de água fria veio com gol do Bragantino, que mesmo sofrendo mais no jogo conseguiu encontrar o caminho do gol novamente. Hurtado conseguiu ficar com a bola e marcar após bola que sobrou de jogada de Eric Ramires. O gol foi anulado pela arbitragem por um suposto impedimento, analisado pelo VAR e validado pelo árbitro.

Com gol sofrido aos 38 minutos qualquer um daria o Corinthians como acabado na partida, porém não foi o que rolou. Aos 44 minutos a estrela de Renato Augusto brilhou, e após uma tabela com Róger Guedes, o jogador cortou a marcação e mandou na gaveta.

Logo depois, aos 50 minutos, Gustavo Mosquito se viu em posição de arremate e mandou um foguete para o fundo do gol, 2 a 2. E assim o jogo terminaria, tudo igual no apagar das luzes.

Com o resultado os dois times mantêm o mesmo número de pontos, com o Bragantino à frente por critérios de desempate. Um em quinto e o outro em sexto.

Sem opção de comentar este post