NETFUT
Notícias de futebol

Seleção Brasileira pode quebrar recorde hoje contra Argentina

Hoje a noite a seleção vai até a Argentina para enfrentar a seleção de Messi e companhia em jogo válido pelas eliminatórias da Copa de 2022. E nesse jogo podemos assistir a seleção brasileira quebrar mais um recorde de muitos que já foram quebrados recentemente.

Acontece que caso o Brasil consiga vencer ou empatar com a Argentina, a seleção vai empatar com o recorde de maior sequência invicta como visitante de todas as seleções. Curiosamente, esse recorde já pertence ao Brasil, tendo sido conquistado originalmente entre 1954 e 1994, e pode alcançar o próprio número e até vira-lo no futuro.

Melhor Campanha

E esse está longe de ser apenas o único recorde que a seleção pode alcançar. O Brasil por exemplo ainda pode quebrar o recorde de melhor campanha da história das eliminatórias nesse formato. Até hoje, foram 6 eliminatórias da forma que conhecemos hoje, por pontos corridos.

A melhor campanha até então pertence a Argentina de 2002 que na época era comandada por Marcelo Bielsa, e naquela edição o El Loco conseguiu somar 43 pontos. Atualmente o Brasil tem 34 pontos, podendo chegar a 52 até o fim da competição, e se conseguir manter o ritmo que vem tendo, pode chegar até esse número sem problema.

Número de gols

Quando o assunto é gol as coisas podem ficar um pouco mais complicadas. O recorde de mais gols marcados em uma única edição também pertence a essa mesma Argentina citada, que teve Batistuta e Crespo no ataque para ajudar o time a marcar 42 vezes.

O Brasil tem 27 gols no momento, que foram marcados ao longo de 12 partidas, o que gera uma média de 2,25, número que se for mantido até o fim é insuficiente para bater o número Argentino.

Artilharia

A artilharia do campeonato ainda é possível, porém não é fácil. Atualmente o grande artilheiro da competição é Marcelo Moreno, que marcou 8 gols pela Bolívia, enquanto que Neymar é vice-artilheiro com 7 gols. No entanto, o Brasil joga hoje sem Ney lesionado, enquanto Moreno segue jogando pela Bolívia.

Melhor Defesa

Porém, quando falamos sobre defesa, a história muda. O Brasil nessa edição de eliminatórias sofreu apenas 4 gols, e o recorde atual é dividido duas vezes entre o próprio Brasil, que levou apenas 11 gols nas edições de 2010 e 2018, e como a média do Brasil nessa edição é de um gol levado a cada 3 partidas, é bem provável que essa meta seja atingida.

Invencibilidade

E por último temos o recorde de maior invencibilidade da competição, que por acaso também já pertence a nossa seleção. O recorde foi conquistado entre 1954 e 1994, onde a seleção conseguiu ficar 31  partidas sem perder dentro da competição, algo que também pode ser batido.

Por enquanto a seleção está com 29 jogos de invencibilidade, o que significa que se não perder os próximos 2 jogos, iguala a marca, e dali para frente passa e começa a criar distância, podendo chegar até 34 jogos caso não perca nenhum jogo até o final da competição.