NETFUT
Notícias de futebol

São Paulo monitora Douglas Costa, com cuidado por conta do salário

Apesar da dura realidade financeira do São Paulo, a pior da história do clube, o tricolor paulista entende que esta janela é muito importante para o ano de 2022 do clube. Rogério Ceni já disse que só seguirá no clube se tiver reforços, e mais do que um mero pedido do treinador, a cúpula do São Paulo sabe que esse time sozinho do jeito que está, não vai longe.

E é por isso que o tricolor está de olho vivo no mercado, já que apenas negociações pontuais e inteligentes podem ser viáveis para o tricolor paulista. E isso entra em cheque quando o São Paulo passa a monitorar a situação de Douglas Costa no Grêmio.

O atacante teve um ano bem ruim que foi completamente recheado de trapalhadas, desde seu futebol ruim, até suas lesões que frequentemente o tiravam de campo até também o seu comportamento que inclusive é o que mais virou notícia durante a sua passagem pelo Imortal.

Tudo isso está sendo levado em consideração pelo São Paulo antes de poder dar qualquer passo em direção ao jogador. Vale lembrar que antes de ir para o Grêmio este ano, Douglas Costa chegou a ter conversas com o São Paulo.

Conversas essas que poderiam ter ido para frente e até “chapelado” o Grêmio se não fosse o valor salarial pedido, que na época girou em torno de 1,25 milhões de reais por mês, um valor que em maio, que foi quando essa negociação existiu, já era completamente fora de mão para o Tricolor.

O salário inclusive volta a ser um problema, e essa monitoração vai ser exatamente para saber o que vai acontecer. Douglas Costa tem contrato com o Grêmio até o final do ano que vem, e isso cria uma série de problemas para Grêmio e para o São Paulo.

Primeiro que o Grêmio não tem intenção alguma de seguir com o jogador no time, com o presidente da equipe já deixando claro que se a torcida não quer, eles também não querem. Além disso, o alto salário do jogador até era bancável na Série A, mas com um orçamento de Série B, é muito arriscado o Grêmio tentar seguir pagando, então a ideia é se livrar do jogador a qualquer custo. E é aí que os problemas do São Paulo começam.

O tricolor paulista não tem recursos para comprar o jogador, então já descartamos isso logo de cara.

Empréstimo, que geralmente é o caminho quando a compra não pode rolar, também está fora de mão, já que o São Paulo teria que pagar o salário que o time não podia bancar antes, e nem muito menos agora.

E certamente o Grêmio não aceitaria dividir o salário do jogador em um possível empréstimo. Sendo assim, a grande chance do São Paulo é se uma rescisão acontecer, e a partir daí conversar com o jogador e ver se ele aceita um contrato com redução salarial. E no caso, uma boa redução.


Sem opção de comentar este post