NETFUT
Notícias de futebol

Relembre os “novos Maradonas” do futebol!

No mundo do futebol existe um costume por parte dos torcedores e da imprensa que já deixamos claro o quanto nos é incômodo. É o costume de classificar um jovem jogador como um “novo alguma coisa”.

Ao longo da história, tivemos diversos novos Pelés, novos Maradonas e não é estranho ver por aí alguns novos Messis e novos Cristiano Ronaldos. Esse tipo de comparação só faz mal a carreira de um jogador, e mesmo assim tiveram alguns que carregaram essa responsabilidade imposta, não atingiram o mesmo nível de Maradona, mas ainda assim tiveram uma grande carreira. E é deles que vamos falar aqui.

Lembrando que Messi não será citado aqui, porque ao invés de ser o novo Maradona, ele foi o primeiro Messi, e é completamente honesta a discussão sobre ele ter sido ou não maior que Maradona.

Mas o que realmente colocou Ortega na mira de comparação, é que o jogador passou por um episódio bem dramático na Copa de 91.

Ortega

Ariel Ortega, UC Sampdoria 1999 – foto: reprodução/internet

Vamos começar falando de um jogador que teve a carreira prejudicada exatamente por esse tipo de comparação. Ortega foi um grande jogador, e com certeza ninguém tem dúvida disso graças a sua carreira.

É bem verdade que o jogador teve problemas pessoais até similares com os de Maradona, tendo um problema de bebida que custou alguns anos de sua carreira.

Porém, o que realmente o colocou em em pé de comparação com Maradona, foi o ocorrido na Copa de 91, quando Maradona tinha tudo para ser a estrela da seleção mas acabou sendo eliminado da competição por conta do Doping, e seu reserva imediato era justamente Ortega.

A Argentina acabou caindo naquela Copa, e isso fez com que muitos torcedores passassem a olhar torto para ela por boa parte da competição.

Riquelme

De muitas maneiras, Riquelme seguiu alguns passos de Maradona no futebol. Tanto como sendo jogador do Boca Juniors quanto sendo um grande meia do Barcelona. E claro, Riquelme foi um grande meia, que marcou a história do futebol para sempre, mas quem pensou que o jogador teria uma carreira como a de Maradona, sendo polêmico e sendo melhor do mundo, se equivocou.

A beleza do futebol é que enquanto alguns se frustram por Riquelme não ter sido outro Maradona, os fãs de futebol mais conscientes festejam a grande carreira que o jogador teve.

D’alessandro

D’Alessandro Sport Club internacional – foto: reprodução/internet

Existe um problema quando você é jogador , é canhoto, baixinho e joga na Argentina. Em algum momento a comparação vai surgir, e ela veio. Claro que Dale não teve uma carreira brilhante lá fora, mas mesmo assim é provavelmente o maior estrangeiro do nosso futebol. E isso deveria ser suficiente para a grande carreira que ele teve, porém as cobranças sempre existiram, e ele nunca teve tantas chances assim na seleção do seu país.

Aguero

Agora vamos falar de alguém que tem uma história particular com Maradona. Aguero é genro do craque, e conviveu com o ídolo ciente desse tipo de comparação.O jogador teve grandes momentos tanto no futebol sul americano quanto na Europa, mas na seleção sempre foi banco para Higuaín, algo que poucos sabem explicar até hoje.

Fato é que Aguero se tornou outro jogador que teve uma carreira brilhante sem precisar ter sido “o novo Maradona”.