NETFUT
Notícias de futebol

Presidente do Corinthians diz que pressão da torcida foi fundamental para demissão de Sylvinho

O Corinthians tomou uma decisão muito difícil recentemente: a de demitir seu treinador. Sylvinho caiu e agora o Timão procura um novo nome para chamar de seu treinador. E claro, não está nada fácil encontrar um novo nome, tanto porque o time não quer os velhos nomes disponíveis aqui no Brasil quanto pelo fato de ser difícil trazer um treinador estranheiro nesse exato momento.

Leia: Corinthians e a crise dos treinadores no Brasil

O que faz muitos pensarem que talvez o time devesse ter demitido o treinador antes, quando ainda existia tempo para procurar, ou então segurá-lo mais um pouco. Mas segundo o presidente do Corinthians, a segunda opção era impossível.

Técnico Sylvinho não agradou a torcida do Corinthians – foto: reprodução

Isso porque em entrevista, Duílio afirmou que a grande influência para que o treinador fosse demitido, foi a pressão da torcida. Ele afirmou que acreditava no trabalho do treinador, mas que nunca em sua vida viu algum treinador ser tão hostilizado pela torcida, seja nas redes sociais, seja dentro de campo.

– Eu nunca vi a torcida criticar algum jogador ou treinador durante o jogo em toda a minha vida. A torcida do Corinthians apoia os 90 minutos e depois pode xingar, criticar, protestar, isso é normal. Mas durante o jogo nunca vi. Isso foi uma coisa que me chamou muito a atenção e foge da pressão das redes sociais. Fora todo o resto, programas de televisão, analistas, comentaristas, torcedores, conselheiros, geral – afirmou o presidente do Timão.

A torcida do Corinthians realmente acabou não conseguindo se conectar com o treinador, que de fato apresentava um trabalho ruim e sem evolução com o time, o que ajudou mais ainda o torcedor a não ter paciência.

Duílio chegou a dizer que se tratava de um caso de cancelamento por parte da torcida, e que se arrepende de não ter terminado o contrato do treinador no fim do ano passado.