NETFUT
Notícias de futebol

Os melhores jogadores Brasileiros que jogam por outras seleções

A seleção brasileira é sem dúvida alguma um dos maiores sozinhos de qualquer jogador que joga por aqui. Alguns jovens sonham em fazer um gol em uma final de Libertadores, outros em uma final de Liga dos Campeões, mas é unânime: todos sonham com uma final de copa.

Mas isso não significa que quem nasce aqui precisa defender a nossa seleção. Às vezes, talvez até pelo excesso de craques, acabamos deixando alguns jogadores de lado, a chama se apaga dentro deles, e quando percebemos perdemos um craque para outra seleção.

E hoje vamos falar sobre isso, sobre os melhores jogadores Brasileiros que jogam por outras seleções.

Pepe

Vamos ver ao longo da lista que perdemos muitos nomes para Portugal, e que o zagueiro Pepe é um deles. O zagueiro ganhou muita fama jogando em Portugal, por que o levou ao Real Madrid e ao estrelato mundial como zagueiro titular da Champions League.

Pepe nasceu em Maceió, mas nunca nem chegou a defender algum time brasileiro, já que partiu para Portugal com apenas 18 anos. E no caso de Pepe, diferente de como vamos ver no futuro, não foi uma frustração por conta da não convocação que fez ele tomar a sua decisão, e na verdade ele mesmo admite que foi uma decisão consciente por amar Portugal.

Diego Costa

De volta ao Brasil para defender o Atlético Mineiro, Diego Costa nunca escondeu que a sua decisão de defender a seleção da Espanha teve a ver com as poucas oportunidades pela seleção canarinho. Para quem não se lembra, Diego jogou em apenas dois amistosos, totalizando pouco mais de 30 minutos em campo.

Outro fator relevante para que Diego escolhesse a seleção espanhola, tem a ver com o fato de querer jogar com os grandes craques do futebol espanhol da época, como Xavi, Puyol e Iniesta.

Thiago Alcântara

Agora vamos falar de um jogador que de certa forma foi vítima das confusas e, podemos dizer até, injustas políticas da CBF. Como todos bem sabem, Thiago é filho de Mazinho, um dos maiores ídolos da seleção brasileira. O ex-jogador já comentou que a sua vontade e a do filho eram vestir a seleção canarinho, algo que a CBF teria impedido pelo jogador ter feito sua formação em futebol na Espanha. Isso teria irritado pai e filho, que já tinham recebido convites para jogar pela Espanha desde seus 16 anos. E dessa forma, perdemos um grande meia.

Deco

E por falar em grande meia, agora vamos falar do maior meia que já perdemos para qualquer seleção.

Deco foi um monstro em campo, seja pelo Porto, seja pelo Barcelona, pelo Chelsea e seja até pelos seus anos no Fluminense. Deco sempre se mostrou um jogador completamente acima da média. Porém, em 2002 o jogador ficou de fora da Copa e em 2003 se naturalizou português.

Todo Brasileiro sabe como ele poderia ter ajudado em 2006 e 2010. E vale citar que o primeiro jogo de Deco pela seleção de Portugal foi justamente contra o Brasil, onde marcou um gol de falta. A maior lei do ex possível.