NETFUT
Notícias de futebol

Palmeiras e Santos, analises dos pontos importantes do jogo

Santos e Palmeiras se enfrentaram neste final de semana em um clássico de 4 pontos fundamentais para as duas campanhas. De um lado o Santos brigando para não cair. O time conseguiu uma sequência de vitórias que permitiu ao time dar uma respirada, e se vencesse de novo, além dos pontos, ganharia confiança para seguir lutando.

Do outro lado tínhamos um Palmeiras que jogava basicamente para se provar, e não dá para saber exatamente o quanto o time ainda tinha ou ter fé na perseguição ao Atlético Mineiro, mas o ponto era mostrar que o trabalho vinha sendo feito independente disso.

No fim o Palmeiras venceu, convenceu e o Santos se complicou. Vamos falar dos principais pontos da torcida.

O medo de atacar segue assombrando o Santos

Uma das maiores reclamações do torcedor do Santos é o medo que o time tem de atacar em alguns momentos. isso vem de antes de Carrile e até mesmo antes de Fernando Diniz, com o Santos perdendo uma final de Libertadores para o próprio Palmeiras o qual muitos dizem que foi exatamente pelo medo de atacar.

Ontem novamente o Santos estava tão mais preocupado em não levar gols do que fazê-los que acabou abrindo mão de atacar em alguns momentos, e isso custou caro no final.

Redenção alviverde no Brasileirão

O Palmeiras teve uma sequência bem ruim no Brasileirão, tão ruim que praticamente tirou as chances do time de ser campeão. Embora ainda não tenha desistido, o Palmeiras joga pela redenção, para mostrar que pode mostrar mais, e tem mostrado. Essa já é a quinta vitória seguida do time na competição, e isso deixa todos mais tranquilos e também mais confiantes para a final da Libertadores que se aproxima, uma vez que o time quer jogar confiante e em boa fase.

Apatia e zero poder de reação

Uma das coisas que mais atrapalha um time lutando pra não cair é a parte psicológica. Se o time está abalado pela situação, levar um gol pode acabar com qualquer chance de vitória, uma vez que os jogadores não vão ter força emocional para reagir, e parece ser exatamente o que aconteceu no jogo.

O Santos foi guerreiro na maior parte do jogo, mas quando levou o gol foi como se todos os jogadores tivessem aceitado a derrota, o que permitiu até que o Palmeiras ampliasse o placar antes do fim. Isso sem dúvida alguma preocupa a torcida.

A evolução de Abel Ferreira

Uma das maiores críticas ao Palmeiras de Abel Ferreira era a ausência de opções táticas. O time ficou marcado de jogar sempre no efetivo porém repetitivo esquema de correria e contra-ataque.

Embora esse esquema funcione, o time precisava de mais, e nesse jogo o Verdão mostrou de tudo. Jogou bem com a bola e também sem a bola, conseguiu encaixar tudo o que propôs, desde chamar o Santos para o ataque quanto também propor o próprio jogo.

Embora os contra-ataques ainda sejam a arma principal do time, o Palmeiras em evolução hoje é um time mais perigoso do que nunca, até mais perigoso que o que foi campeão da América ano passado.


Sem opção de comentar este post