NETFUT
Notícias de futebol

O Grêmio é punido por invasão de campo, veja as consequências

Parte da torcida do Grêmio protagonizou cenas lamentáveis na derrota do Imortal para o Palmeiras na rodada passada do Campeonato Brasileiro.

Quem acompanhou o caso viu que torcedores invadiram o campo, e hostilizaram e destruíram o equipamento do VAR, mas essa acabou sendo a coisa mais leve que aconteceu, uma vez que alguns desses torcedores acabaram tentando agredir funcionários do estádio que faziam a segurança da partida, gerando fotos e vídeos muito feios de se ver.

Uma situação como essa muito dificilmente passaria impune, e as consequências das ações dessa parte da torcida já vão começar a ser sentidas imediatamente.

O caso foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, o STJD, que decidiu que o Grêmio não poderá contar com sua torcida pelo resto de seus jogos dentro do Campeonato Brasileiro.

Outras frentes além do STJD decidiram pelo veto da torcida em jogos do Grêmio também como visitante

Outro órgão que também julgou o clube foi o Juizado do Torcedor e Grandes Eventos, que faz parte do Ministério Público do Rio Grande do Sul, que através de uma reunião feita por vídeo chamada, Marco Aurélio Martins Xavier, juiz do caso, foi ainda mais longe do que o STJD e proibiu que os torcedores do Grêmio estejam presentes também em jogos onde o time joga como visitante, especificamente no Gre-Nal que vai acontecer neste sábado, no qual, o time tricolor teria direito a um número mínimo de ingressos.

Além disso, as torcidas organizadas, acusadas de serem as protagonistas de toda aquela confusão, foram suspensas e a Arquibancada Norte da Arena foi interditada para evitar novas confusões, já que os invasores saíram exatamente daquela parte do estádio.

O juiz ainda explicou as suas decisões:

– Não tenho dúvidas ao afirmar que os benefícios, limitados à possibilidade de estar no estádio, e assistir ao jogo, não compensam o risco a que pessoas inocentes poderão se ver submetidas. Não é fato que justifique a liberação desse acesso, que só nos prenuncia o agravamento de rivalidades doentias, provocações e grande possibilidade de novos atos de violência.

Vale lembrar também que a decisão tomada tira de cena as torcidas organizadas do Grêmio por 180 dias.

Ações em conjunto ao clube já identificaram alguns dos torcedores que provocaram toda a confusão

A decisão tomada em relação ao Gre-Nal também é completamente compreensível, uma vez que o clássico é conhecido por ter sempre ânimos a flor da pele, não só em relação dos torcedores mas também entre os próprios jogadores, o que criará um ambiente propício a uma nova confusão, que poderia até ser pior por se contar de um clássico.

12 de março, de 2020. O primeiro Gre-Nal das Américas acaba em 0 a 0 e briga generalizada em campo

O Grêmio também diz estar trabalhando duro para poder identificar cada um dos torcedores que causaram problemas ao time, que vai acabar sendo prejudicado por conta de suas ações.

O time colocou seu departamento jurídico a todo vapor para conseguir fazer com que esses torcedores respondessem por seus atos, e até o momento 22 pessoas que estiveram envolvidos na situação já foram identificados, e a expectativa é que muitos outros nomes surjam.

Lembrando também que como já citado, o time do Grêmio volta a campo em um Gre-Nal cheio de emoção neste sábado.