NETFUT
Notícias de futebol

O Cruzeiro é acionado na justiça mais uma vez, desta vez por clube italiano. Entenda essa história

A vida de Ronaldo Fenômeno não está nada fácil frente ao Cruzeiro. O ex-jogador, atualmente empresário e proprietário do clube, tem sofrido com o fato de: além de não ser popular com a torcida por algumas decisões tomadas, também vê dia sim dia não, um novo boleto desconhecido chegar na porta do clube.

E dessa vez foram dois boletos de uma vez só, vindo de um time italiano e também de um jogador brasileiro.

O que acontece é que em 2019, na infame administração de Wagner Pires de Sá, o Cruzeiro pegou emprestado o lateral Dodô. O jogador na época pertencia a Sampdoria da Itália, e o acordo era de que se o jogador batesse algumas metas o Cruzeiro teria que ficar com o atleta em definitivo, pagando 300 mil euros para o clube.

 

O que aconteceu foi que as metas foram atingidas, e o Cruzeiro não comprou o jogador e nem pagou o time italiano, que obviamente recorreu à Fifa para resolver a situação. E depois desse tempo todo, o Cruzeiro foi condenado a ter que pagar o valor devido, os 300 mil euros, com mais 10% de juros por cada ano de atraso.

Como se isso não fosse suficiente, Dodô também acionou o Cruzeiro na justiça do trabalho pelo caso, o qual o Cruzeiro também perdeu e foi condenado a pagar 15 milhões de reais ao jogador.

O valor foi parcelado em 60 vezes, e o time já atrasou a primeira parcela, com o jogador recorrendo à justiça novamente. Caso o time não efetue os pagamentos em dia, tanto do jogador quanto do time, pode acabar sofrendo um novo Transfer Ban, situação que já está vivendo onde não pode inscrever novos jogadores no clube.