NETFUT
Notícias de futebol

O Corinthians pode lucrar com o mercado digital. Entenda a história.

O Corinthians vem tentando se reinventar na hora de trazer novos recursos para dentro do clube. Sem torcida a mais de um ano e sem previsão de quando poderá voltar a lucrar com bilheteria da mesma forma que era antigamente, o time enxuga folha salarial, negocia jogadores, mas ainda precisava de novas e criativas idéias para captar recursos para o clube, e parece que a internet irá ajudar nesse processo.

Leia: Para comemorar seus 111 anos de história, Corinthians inaugura sua própria “Calçada da Fama”

Acontece que o Corinthians vai aproveitar o fato de ter uma torcida gigante e muito presente para apostar no mercado digital, e em 2 horas viu seu investimento dar certo através da venda de Fan Tokens, que nada mais são que ativos virtuais que vão possibilitar que o torcedores que o adquiriram possam ter coisas exclusivas relacionadas ao Corinthians.

Foram necessárias apenas 2 horas para que 850 mil fan tokens fossem adquiridos pelos torcedores, dados da Sócios.com, empresa que comanda toda a operação. Cada um dos tokens foi vendido a 2 dólares, o que hoje pode chegar a 10 reais.

Vale ressaltar que o Fan Token corintiano foi o mais vendido de toda a história da plataforma, e parece que a parceria entre o time alvinegro e a hospedeira do ativo virtual ainda vai longe.

Os tokens vendidos não chegaram apenas as mãos, ou internet’s, brasileiras. De acordo com a empresa, os 850 mil vendidos foram comprados por 150 países diferentes, sendo que 50% do total foi vendido para fora do Brasil.

Sabe-se que o Timão já embolsou cerca de 1,7 milhão de dólares, que hoje dá 8,7 milhões de reais com a oferta inicial. Como o Corinthians decidiu não revelar os detalhes de seu contrato com a empresa, ainda não se sabe ao certo mais detalhes sobre os lucros do time alvinegro nessa historia.

Outro clube que usa esse mesmo recurso é o Atlético Mineiro.

O Galo tem um acordo de 50% dos lucros da oferta, isso com um bônus pré estabelecido em seu contrato.
Por enquanto ainda não é possível negociar um Fan Token, no entanto, logo será possível que o fã que possui o token possa vendê-lo pelo mesmo preço de mercado.

Outro detalhe importante é que o Fan Token não tem prazo de validade, o que significa que quando você o compra, você passa a ter direito de participar de todas as ativações que acontecem independente do tempo que passar.

Mais ou menos como se fosse um passaporte, o torcedor não precisa se preocupar com ter que renová-lo nem ter que comprar novamente, e pode ficar seguro com sua compra.

Uma das primeiras funcionalidades para quem adquiriu o token foi poder fazer parte de uma enquete que decidirá quem seria o próximo grande ídolo do Timão a fazer parte do famoso Hall da Fama do Parque São Jorge, e só quem tinha o token pode participar.

Com o sucesso que o Corinthians tem tido nesse meio, é de se imaginar que outros times irão em breve tentar a sorte no mundo digital também.