NETFUT
Notícias de futebol

Neilton levanta ação milionária contra o Sport, alegando negligência médica e atrasos nos pagamentos

O mundo do futebol pode ter capítulos bem obscuros, dependendo das situações em que clube e jogador se encontram. Não é incomum vermos jogadores e clube se desentendendo de forma jurídica por conta de questões internas, mas o que temos aqui vai além disso.

Acontece que o atacante Neilton, que não atua desde julho, está levantando um processo gigantesco contra o Sport, e mais do que pedir muito dinheiro, o jogador faz acusações bem sérias sobre o clube. Vamos entender um pouco mais sobre o caso.

Pagamentos atrasados

A primeira acusação do jogador é algo bastante recorrente no futebol brasileiro. Basicamente o Sport atrasou todos os pagamentos possíveis que tinham que fazer ao jogador. Isso soma o salário, pagamentos do FGTS, décimo terceiro salário, direitos de imagem e férias.

O jogador afirma que os atrasos passaram a acontecer com mais frequência depois de sua lesão no tornozelo em julho, e além dos valores em si ainda pede mais dinheiro como multa por todos esses atrasos. Os valores são:

 

  • 435 mil reais por salários atrasados
  • 406 mil reais por direitos de imagem atrasados
  • 72 mil reais em décimo terceiro salário.
  • 96 mil reais em férias
  • 51 mil reais em FGTS não depositado
  • 273 mil reais em multas
  • 580 mil reais em cláusulas compensatórias.

Negligência médica

Mas como dito antes, problemas com dívidas são algo bem recorrente dentro do nosso futebol, e não existe um só clube no Brasil que não deva ou que não esteja em uma batalha jurídica com alguém por dinheiro.

O que é realmente mais sério e preocupante são as acusações de Neilton quanto a uma suposta negligência médica por conta do Sport. Acontece que o jogador teve uma lesão séria em seu tornozelo em julho, e após avaliação médica no Departamento Médico do Sport, foi decidido por fazerem um procedimento cirúrgico, que segundo Neilton teria dado totalmente errado.

O jogador então resolveu consultar um médico particular, que detectou a necessidade de outra cirurgia, e durante a mesma o jogador alegou ter encontrado diversos fragmentos ósseos.

O jogador ainda alegou que foi coagido pelo Sport a fazer infiltrações em seu tornozelo, para que assim pudesse seguir jogando. O jogador classificou essa situação toda como humilhante, e em seu processo contra o clube também consta erro médico e negligência médica, o qual o jogador também pede uma indenização financeira.

Somando os valores já citados com os pedidos de indenização pelo acidente de trabalho, o processo soma um valor de 9 milhões de reais pedidos pelo jogador.

Apesar de não ter negado os atrasos nos pagamentos, o Sport negou todos os erros médicos, a humilhação e tudo mais. O time também afirma que em nenhum momento foram feitas infiltrações em seu tornozelo, mesmo o jogador tendo postado em suas redes sociais uma foto que supostamente captou o momento de um procedimento de infiltração sendo feito.

O time vai recorrer da acusação assim que a situação chegar a esse ponto.