NETFUT
Notícias de futebol

Na bronca com as expulsões! Palmeiras vai levar reclamação oficial para a CBF sobre expulsão de Patrick de Paula no jogo contra o Atlético

Arbitragem mais uma vez ganha protagonismo em duelo importante

O Palmeiras teve um duro confronto contra o Atlético Mineiro, jogo que além dos tradicionais 3 pontos, valia também a liderança da competição. E para o azar do torcedor do Verdão, o Galo acabou saindo por cima.

Mas não sem uma boa dose de polêmica envolvida. Acontece que o jovem jogador Patrick de Paula, que havia sido herói em partida contra o São Paulo, acabou sendo expulso após receber o segundo amarelo em jogada onde acertou o lateral esquerdo do Galo, Guilherme Arana.

No entanto, a jogada vista por vídeo mostrou que Patrick de Paula não teve a intenção de acertar o adversário, e por isso o Palmeiras pretende levar o vídeo e também um documento alegando que houve um erro e que acabaram sendo prejudicados graças a esse erro.

O árbitro Bruno Arleu Araújo que foi o responsável pelo ocorrido optou pelo cartão amarelo na jogada, alegando que Patrick havia atingido a perna do adversário de forma temerária, e por isso o cartão seria válido.

A jogada fez com que tanto jogadores quanto comissão técnica do Palmeiras ficasse furiosa, pois entendiam que, por conta de Patrick ter escorregado e não tentado acertar Arana de forma intencional, o jogador não deveria ter sido penalizado com um cartão.

O Palmeiras pretende usar imagens e vídeos de diversos ângulos.

O agravante é o fato de existirem imagens que mostram claramente que o árbitro estava de costas para a jogada durante o lance, e em primeiro momento não agiu como se fosse aplicar o cartão na jogada.

Os vídeos e imagens que o Verdão pretende usar mostram também que Rodrigo Correia, um dos auxiliares, não estava bem posicionado e nem tinha boa visão do lance. Isso é importante, pois foi ele quem recomendou ao árbitro que expulsasse Patrick de Paula. Ele também foi o responsável por recomendar a expulsão do técnico português Abel Ferreira. 

O Palmeiras alega que o auxiliar estava a 50 metros da jogada, e não tinha como ter uma visão clara do que aconteceu, e vai salientar que aquela jogada era do árbitro.

Essa reclamação oficial tem como objetivo fazer com que a comissão de arbitragem tome alguma providência com o árbitro quanto ao ocorrido. Vale lembrar que os gols da partida só saíram depois da expulsão de Patrick de Paula, e por isso o Palmeiras sente que foi extremamente prejudicado pela decisão incorreta da arbitragem.

O árbitro Bruno Arleu de Araújo colocou na súmula do jogo que a expulsão do técnico Abel Ferreira aconteceu por um protesto que, segundo ele, foi com gestos e palavras gritantes, e de forma reiterada a acintosa. E é bem provável que isso também não tenha agradado a diretoria do Verdão.

Vale lembrar que o auxiliar João Martins também acabou sendo expulso por conta de reclamações no final do primeiro tempo do jogo.  O Palmeiras afirma até que o árbitro Bruno Arleu de Araújo chegou a admitir o erro aos jogadores no fim do jogo.