NETFUT
Notícias de futebol

Motivos para acreditar que times Sul-Americanos talvez nunca mais vençam o Mundial de Clubes

O Mundial de Clubes da FIFA se foi e com ele foi também a grande chance do Palmeiras ser campeão este ano. O Alviverde lutou com todas as forças que tinha e chegou muito, muito perto de conseguir levar a taça pra casa, mas no fim o poder europeu fez outra vítima, mantendo assim o tabu de 10 anos sem que um time brasileiro não vença a competição.

Leia: E agora! Como como vai ser o Novo Mundial de Clubes da FIFA?

Durante esses 10 anos muita coisa aconteceu, muita coisa mudou, e essas mudanças talvez acabem custando a chance de um time brasileiro voltar a vencer esse torneio. E para explicar isso, hoje juntamos alguns motivos para acreditar que times Sul-Americanos talvez nunca mais vençam o Mundial de Clubes.

Treino do Palmeiras em Abu Dhabi – foto: divulgação Palmeias

A mudança do formato

Vamos começar logo de cara com o maior de todos os motivos do porque ninguém mais que não venham da Europa vença o Mundial. A partir do ano que vem o Mundial vai ser em outro formato, um formato mais competitivo e com bem mais jogos.

O novo formato vai incluir fase de grupos e mata-mata, tendo 24 clubes divididos entre todos os continentes. E se a gente acha que é difícil vencer dois jogos para se tornar campeão, o que dizer então de ter que passar por uma fase de grupos, e em seguida jogar oitavas, quartas, semi e depois uma final para aí sim ser campeão?

O nível técnico

Mas mesmo que o mundial não mudasse de formato, tem ficado cada vez mais difícil conseguir vencer europeus porque o nível técnico é muito diferente, e existem várias variáveis dentro desse assunto.

  • Primeiro precisamos admitir que nós ficamos para trás quando o assunto é tática, a prova disso é que cada vez mais os clubes procuram por técnicos estrangeiros, para trazerem uma nova visão para cá.
  • Segundo é que nós não temos os melhores jogadores. Nós temos as melhores jóias a serem praticadas, mas no geral, os elencos europeus tendem a ser melhores, por uma questão financeira mesmo, com a qual não temos nenhuma maneira de competir por conta de nossa moeda.

Os times europeus estão começando a levar a sério

Chelsea 2 x 1 Palmeiras, Mundial de Clubes da FIFA edição 2022 – foto: reprodução/internet

Se tem uma coisa que os times brasileiros sempre tiraram proveito no mundial, é saber que o time adversário não dá assim tanta importância para o troféu, e tendem a entrar de salto alto.

Thiago Silva e Jorginho, por serem brasileiros, foram responsáveis pelo trabalho de catequização de seus companheiros em entender o quão importante o mundial é para os brasileiros, e ajudar seu companheiros a entrarem ligados no jogo.

Com brasileiros espalhados pelos melhores times do mundo, é natural que isso aconteça mais. Com os times europeus entrando em campo com a gana de vencer um time brasileiro, dessa forma sem dar as mesmas bobeiras que o Chelsea deu contra o Corinthians mas não deu contra o Palmeiras, que o Liverpool deu contra o São Paulo mas não deu contra o Flamengo e etc.