NETFUT
Notícias de futebol

Maiores laterais direitos da história do São Paulo

Certamente a saída de Daniel Alves do São Paulo, da maneira que foi, deixou um gosto bem amargo na boca dos torcedores, e obviamente um grande problema para o departamento financeiro, mesmo que já tenham se passado muitos dias.

A saída do jogador dói, e como foi, dói mais ainda. Os torcedores certamente devem ficar mais agoniados em lembrar que além de tudo, o jogador atuou mal com a camisa do São Paulo. Seja como meia direita, meia central, segundo volante ou lateral, o jogador não tem nenhuma partida marcante com a camisa tricolor.

Por isso hoje, em forma de uma bala, trouxemos 5 dos melhores laterais direitos que já vestiram a camisa tricolor, tudo para tirar o gosto ruim da boca.

Cicinho

Um galáctico criado nas bases do São Paulo, Cicinho foi um dos grandes jogadores que o São Paulo lançou para o mundo. O jogador fez muito sucesso com a camisa do São Paulo, e ainda mais sucesso em sua passagem pelo Real Madrid e também pelo futebol italiano.

Cicinho é provavelmente o último grande lateral direito que o clube teve, que teve até bons nomes mas nada comparado ao ídolo tricolor. Daniel Alves chegou com a missão de mudar isso e se tornar o último grande camisa 10 do clube, porém todos nós vimos como isso acabou.

Zé Teodoro

Agora vamos de um lateral que foi multi campeão com a camisa tricolor. Trata-se de um nome vindo direto de Goiás, e aparentemente isso é algo bem comum dentro do tricolor paulista.

O jogador é tetracampeão paulista, pelos títulos dos anos de 85, 87, 89 e 91, além também de ter conquistado dois Campeonatos Brasileiros pelo clube, nos anos de 86 e também 91, sendo um dos laterais que mais ganhou títulos com a história do São Paulo.

Pablo Forlán

Talvez Daniel Alves devesse fazer algumas aulas com Forlán. O jogador também chegou ao São Paulo já sendo gigantesco. Forlán fez parte de um time lendário do Peñarol que viria a conquistar vários títulos nos anos 60. O jogador chegou ao São Paulo depois disso, com vários holofotes em si, porque todos sabiam do que o jogador era capaz, e ele não decepcionou, ajudando o tricolor a sair de uma fila de 13 anos, conquistando o Paulista em 70, 71 e 75.

De Sordi

Vamos agora falar de um jogador dos anos 50, uma lenda do futebol. Inclusive, foi um dos primeiros grandes baixinhos do futebol. O jogador tinha fama de ser extremamente regular, sendo que praticamente todo jogo o jogador era no mínimo bom, mas nunca realmente ruim.

De Sordi tem 544 jogos com a camisa tricolor, e durante esse tempo todo foi convocado para a copa e chegou a ser campeão do mundo no ano de 1958, sendo um dos zagueiros mais celebrados da velha guarda tricolor.

Cafu

O quanto realmente precisamos falar da história desse cara? Campeão da Libertadores duas vezes, do mundo duas vezes, capitão do penta e um dos jogadores mais adorados pela torcida, além também de ser mega reconhecido internacionalmente, tendo uma carreira impecável, e que sempre é lembrada. Sendo ele provavelmente o maior lateral direito que já vestiu a camisa tricolor.