NETFUT
Notícias de futebol

Jorge Jesus aponta melhorias no futebol brasileiro após passagem no Flamengo

Já faz mais de 2 anos que o treinador Jorge Jesus fez sua passagem meteórica pelo futebol brasileiro. O treinador que até levantou desconfiança em suas primeiras partidas do Fla, se tornou rapidamente um dos maiores e melhores treinadores que a nação rubro-negra já teve.

Não existe um só torcedor que não sinta saudades do treinador, mesmo com agora Renato Gaúcho tendo conseguido melhorar os resultados fazendo um time consistente que, até tropeça vez ou outra, mas mantém um ritmo avassalador contra boa parte dos rivais.

Mais do que o reconhecimento da torcida, Jesus reconhece o próprio mérito em sua passagem pelo Fla, e chegou a comentar sobre o assunto em uma palestra dada ao Global Football Management, ressaltando como, segundo ele, seus dias por aqui mudaram o futebol brasileiro como um todo. Em suas próprias palavras, o treinador disse:

– O jogador brasileiro, quando tem a posse de bola, não se preocupa. Ele sabe conviver com a bola, independente do fato de ter um, dois ou três jogadores marcando. O convívio com a bola sempre foi mais importante que outros aspectos do jogo. Mas é preciso saber jogar sem a bola. Os jogadores brasileiros não conheciam tão bem o jogo sem bola. Que a tática é tão importante quanto a parte técnica. Foi preciso muito trabalho para fazê-los entender. Sem vaidade, isso começou a mudar depois da nossa passagem pelo Brasil.

O treinador ressaltou ainda que um dos grandes problemas do futebol brasileiro é o espaço cedido pelas equipes. Ele comentou como as coisas são diferentes no futebol Europeu, onde existe uma marcação mais forte e onde as equipes são obrigadas a jogar mais compactas, perto umas das outras, e disse que implementar isso no Flamengo foi um de seus grandes objetivos como treinador da equipe.

Intencionalmente ou não, professor português entrega o segredo do sucesso obtido com o Flamengo

A ideia era fazer um jogo em que a equipe ficasse mais ligada, ou uma espécie de força compactada, não deixando espaço para o adversário pensar, o que automaticamente deixa o time mais rápido no jogo, assim como times europeus. Segundo o técnico ainda há muito espaço nos jogos brasileiros, mas este é um fator, que aos poucos está mudando.

Jorge jesus concluiu destacando o trabalho individual dos nossos jogadores dizendo: “as vezes não há tática que resista ao talento individual”.

Vale ressaltar que durante sua passagem pelo Brasil, por diversas vezes, as palavras de Jorge Jesus geraram uma certa revolta por parte de alguns técnicos brasileiros, que alegaram uma supervalorização dos clubes e da imprensa não só pelo trabalho específico do treinador, mas também pelo trabalho de outros técnicos estrangeiros, e é muito provável que essa declaração repercuta com a mesma ou até mais força entre os treinadores.

Jorge Jesus sempre foi um técnico poético por onde passou, sempre deixando claro o que pensa, mesmo que isso gere confusão depois, e mesmo fora do Brasil, o treinador segue virando notícia por aqui por esse estilo de vida.

Sem opção de comentar este post