NETFUT
Notícias de futebol

Jogadores que voltaram a jogar depois de se aposentarem

A vida do futebol pode ser corrida, sofrida, sacrificante e tudo mais. Porém, os atletas se apegam tanto a elas que é muito difícil dizer adeus para sempre para aquilo que fez e trouxe o sustento da pessoa por tanto tempo.

Por isso o adeus às vezes acaba não sendo definitivo, e o jogador acaba caindo na tentação de pendurar as chuteiras e voltar aos gramados mesmo já tendo anunciado a aposentadoria antes.

E é exatamente essas pessoas que vamos listar aqui, 5 jogadores que saíram da aposentadoria para voltar a jogar.

Dida

Nelson de Jesus da Silva (Dida), Grêmio – foto: reprodução/internet

Um dos goleiros mais lendários de todos os tempos, e provavelmente o melhor goleiro que já jogou pelo Milan, aproveitou a carreira brilhante que teve por lá para se aposentar por lá mesmo.

E a princípio todos levaram a sério as palavras do goleiro, afinal, ele até entrou para o time oficial de futebol de areia do Milan. No entanto, dois anos depois, Dida foi convidado a defender a Portuguesa, e claro que ser o camisa 1 de um time xodó do estado de São Paulo balançou o coração do goleiro, que voltou a ativa.

Nesse período, Dida ainda defendeu também, e de forma bem segura, Grêmio e Internacional, até se aposentar de vez em 2016.

Robben

Robben Bayern de Munique – foto: reprodução/internet

Primeiramente, a aposentadoria de Robben foi motivada pelo fato de que o Bayern de Munique, time onde é ídolo, decidiu não renovar com o jogador. Com isso, o holandês decidiu que era hora de parar.

Porém, devido a paixão pelo futebol e a chance de voltar a ser criança em espírito defendendo seu time de coração e que o revelou para o futebol mundial, o FC Groningen, ele voltou em apenas 1 ano depois da decisão de parar.

Paul Scholes

Paul Scholes, Manchester United – foto: reprodução/internet

Agora vamos a um caso de sucesso envolvendo parar e depois voltar. Scholes teve muitos anos de serviços prestados ao United, até que decidiu que era hora de parar. Porém um ano depois, uma coisa inusitada aconteceu: o United precisava de mais um jogador, e Sir Alex Ferguson fez uma ligação, pedindo para que Scholes deixasse a aposentadoria por apenas uma temporada para complementar seu time.

Como um pedido de Ferguson não é algo que dê para recusar, a resposta foi sim, e o resultado? O time acabou sendo campeão da Premier League naquela temporada, e ao fim dela tanto o jogador quanto o treinador se aposentaram juntos.

Pelé

Edson Arantes do Nascimento – Cosmos FC – foto/reprodução/internet

O rei do futebol não se contentou apenas em tornar o futebol brasileiro brilhante e mundial, ele também se esforçou para levar o futebol para todo o globo, ou melhor, para todo o cosmos.

Isso porque o jogador assinou com Cosmos New York com a ideia de ajudar a popularizar o futebol por lá, isso bem antes da MLS, e se a Major League Soccer norte-americana é o que é, eles podem agradecer ao rei do futebol.

Zico

Arthur Antunes Coimbra, seleção Brasileira (1978, 1982 e 1986) – foto: reprodução/internet

E por falar em aposentadoria sendo encerrada para levar o futebol pelo mundo, o Galinho Zico também fez isso, mas ao invés da terra do Tio Sam, o jogador levou o futebol para a terra do sol nascente, o Japão, atuando pelo Kashima Antlers, que na época ainda se chamava Sumitomo Metals, e por lá o Galinho ficou por 3 anos, até se aposentar de vez.