NETFUT
Notícias de futebol

Jogadores que o São Paulo gostaria que fossem vendidos

Não é novidade para ninguém que atualmente a situação financeira do São Paulo não está boa o time tem tido problemas financeiros sérios nos últimos anos, o que só se intensificou com a saída de Daniel Alves.

Por conta disso hoje, o São Paulo não recusaria dinheiro caso ele viesse mesmo que de forma inesperada, igual acontece quando um jogador é vendido, e o seu time de criação acaba recebendo uma bolada por isso.

O próprio São Paulo está de olho nisso, e hoje tem uma lista até grande de jogadores de outros clubes que começaram no São Paulo, e que caso fossem vendidos poderiam dar muito lucro para o time em necessidade. E é por isso que hoje vamos listar alguns jogadores que o São Paulo gostaria que fossem vendidos.

Antony – Ajax

Antony hoje é um dos jogadores mais em alta do mundo. Graças ao grande treinador Erik Ten Hag, o jogador tem sido capaz de mostrar seu futebol rápido, vertical, e claro, driblador para o mundo todo, dando show em todo jogo de Champions.

Antony obviamente foi vendido ao Ajax pelo São Paulo, em uma negociação inclusive que Rogério Ceni, treinador do São Paulo na época também, não queria que acontecesse.  Por conta do mecanismo de solidariedade da Fifa, o São Paulo teria direito a 5% do valor da transação e de outros 20% por conta dos direitos econômicos. Lembrando que hoje Antony tem 25 milhões de euros de valor de mercado.

Brenner – Cincinnati FC

Brenner é outro jogador que acabou deixando saudade dentro do tricolor paulista. O atacante marcou alguns gols dos quais o torcedor acaba tendo uma ótima memória. O jogador deixou o São Paulo para jogar na MLS, algo que nem todos entenderam por achar que ele ainda tinha futebol para a Europa, e o São Paulo espera que ainda tenha e que alguma hora o jogador seja de fato levado.

Já que o tricolor teria direito a 5% do mecanismo de solidariedade da Fifa e mais 15% por conta dos direitos econômicos.

Lucas Sena – Palmeiras

Lucas Sena é um jovem jogador que recentemente se transferiu ao Palmeiras, e o que seria melhor para o São Paulo se o Verdão conseguisse vender um jogador que eles mesmos não conseguiram?

Se o caso fosse esse, além dos 5% do mecanismo de solidariedade da Fifa, o time ainda ficaria com mais 20% pelos direitos econômicos.

Paulinho Boia – Metalist

Paulinho Boia chegou recentemente ao Metalist, time para onde se transferiu depois de uma despedida bem triste e emocionante por parte do próprio jogador. E o São Paulo lhe desejou boas sortes sinceras. Afinal, o tricolor paulista não vê a hora do jogador realmente dar certo por lá, fazer muitos gols e chamar a atenção de outros clubes para que possa ser vendido, e se for vendido o time terá que lhe pagar 5% do mecanismo de solidariedade da Fifa, mais 25% pelos direitos econômicos do jogador.