NETFUT
Notícias de futebol

Jogadores que escaparam por pouco de estar na Ucrânia neste momento

Os conflitos entre Rússia e Ucrânia seguem violentos, e sem nenhum sinal de que vão diminuir ou parar. E infelizmente muitos jogadores estrangeiros estão presos no país sem nenhuma previsão de quando vão conseguir sair de lá.

Mas existem alguns jogadores que podem se considerar sortudos, que deixaram o país a algum tempo, ou que nem chegaram a ir para lá, e dessa forma acabaram ficando a salvo dessa situação horrível que está acontecendo por lá. E por isso hoje vou citar alguns jogadores que escaparam por pouco de estar na Ucrânia neste momento.

 

Dentinho

Vamos começar falando do mais novo reforço do Ceará, e um dos jogadores que mais tempo passou dentro do Shakhtar Donetsk da Ucrânia. Dentinho passou boa parte da carreira por lá, e é um jogador muito conhecido e querido pela torcida. Alguns até diziam que o jogador por lá ficaria até se aposentar, porém ele acabou voltando para o brasil esse ano na expectativa de conseguir voltar para seu time do coração: o Corinthians.

Isso não aconteceu, e o jogador demonstrou mágoa pelo Timão não ter demonstrado qualquer tipo de interesse por ele e seu retorno ao Brasil , dizendo isso inclusive em algumas entrevistas.

No entanto, o jogador agora só deve ter a agradecer, já que além de ter assinado com o Ceará, Dentinho foi embora da Ucrânia com sua família no mesmo ano em que todos esses conflitos estouraram, e estando hoje são e salvo no Brasil com todos que ama.


Marlos

Depois de 9 anos jogando no futebol ucraniano, ao ponto até de defender a seleção da ucrânia, Marlos voltou ao brasil com um simples objetivo: defender seu time de coração. uma história até parecida com a de Dentinho, com a diferença de que Marlos de fato conseguiu defender seu time que torcia, no caso o Athletico-PR. 

E mais do que isso, além de vestir a camisa do time, ele conseguiu também marcar o seu primeiro gol com a camisa do Furacão com apenas 9 minutos em campo da sua primeira partida pelo time.

Com isso poderíamos dizer que o jogador não poderia ficar mais grato, mas na verdade ele pode, porque depois de tantos anos na Ucrânia e de defender a seleção de lá, o jogador teve o Timing de deixar o país no mesmo ano dos conflitos. 

 

Sidcley

O torcedor do Corinthians se lembra desse lateral, e por mais que a sua segunda passagem pelo timão, certamente o torcedor fica aliviado por saber que o jogador conseguiu também a sorte de ser emprestado para o PAOK da Grécia antes dos conflitos começarem.

O Seu contrato de empréstimo termina no meio do ano, mas certamente o jogador não vai aceitar voltar para o clube enquanto as coisas não melhorarem, mas ao menos ele tem essa opção, e por mais que o jogador possa ser dispensado do clube não voltar, ao menos a sua vida vai estar em segurança, o que é o mais importante.