NETFUT
Notícias de futebol

Jogadores europeus que quase serviram em outras seleções

Nacionalidade é algo que pode ser muito mais complexo do que parece. No mundo do futebol, é mais complicado ainda. Isso porque não se trata apenas de onde o jogador nasceu, mas também de onde seus pais são e até em qual país ele joga quando jovem.

Isso faz com que vários jogadores que hoje defendem uma seleção, tenham tido em suas carreiras a oportunidade de defender outra, o que mudaria completamente a história do futebol caso algo fosse diferente da forma que foi.

E hoje separamos aqui alguns jogadores que quase jogaram por outras seleções.

Pogba

Todos sabem o quanto Pogba gosta de jogar pela seleção, inclusive alguns dizem até que o jogador prefere jogar pela seleção do que por seu clube, não especificamente o Manchester United mas qualquer clube que estiver.

Porém, esse amor pela seleção francesa poderia não existir, já que o jogador poderia defender a seleção de Guiné, país de origem de sua família, seleção inclusive que seus irmãos defendem ao invés da França. No entanto, o atleta nasceu na França, e sempre deixou claro que queria defendê-la desde pequeno. Sorte da França, já que Pogba foi um dos grandes jogadores da Copa passada a qual eles venceram.

Mbappé

Outro astro da francês que poderia não jogar pela França. E acredite, poderíamos fazer uma lista só de jogadores franceses, uma vez que 19 dos 23 jogadores que foram campeões do mundo são filhos de imigrantes.

No caso, a mãe de Mbappe é argelina e seu pai camaronês, o que faz com que o jogador pudesse defender qualquer uma das duas seleções. A Argélia inclusive também poderia contar com Benzema já que a família do jogador é de lá. Acabou que os dois disseram não, imagine o poder ofensivo que a Argélia teria com Mbappé e Benzema?

Aubameyang 

Auba é um grande atacante que teve muito destaque em sua passagem pelo Borussia Dortmund e também pelo Arsenal atualmente. O jogador também é um dos casos mais raros de múltiplas cidadanias. Seu pai é do Gabão, sua mãe é da Espanha, ele nasceu na França, e jogou muito cedo no Milan da Itália.

Isso fez com que ele tivesse proposta de convocação de todos esses países, podendo ainda escolher. E no fim ele escolheu a única seleção ali que não tem nenhuma Copa do Mundo, isso porque seu pai foi o maior jogador da história do Gabão, e ele queria seguir os passos do pai. Amor acima de qualquer coisa em sua escolha.

Raphael Guerreiro

Outro jogador que foi influenciado pelo pai é Raphael Guerreiro. O jogador é francês mas com pai português, e também resolveu seguir os passos da família.

Com a diferença de que o jogador até hoje não fala português. Pode parecer estranho, e é estranho mesmo, já que ele teve muitos problemas de comunicação na seleção por não falar português. Segundo pessoas que trabalham com o jogador, ele entende o que dizem se falarem devagar, mas até hoje sofre para falar o português.


Sem opção de comentar este post