NETFUT
Notícias de futebol

Jogadores da seleção que mais sofreram com o 7 a 1

Hulk hoje é inegavelmente, o melhor jogador do futebol brasileiro. O atleta fez um retorno triunfal ao time do Atlético Mineiro, e  nele, tem feito jogos incríveis além de uma lista gigantesca de gols.

Isso deve ser comemorado não só pelo resultado em si, mas também porque Hulk passou maus bocados frente a opinião do torcedor brasileiro. O jogador foi mais uma vítima do fatídico 7 a 1, que como se não fosse doloroso por si só ser eliminado por esse resultado em uma Copa do Mundo em casa, marcou alguns jogadores e atrapalhou muito a carreira de diversos deles. E hoje vamos citar alguns desses jogadores.

David Luiz

A goleada faz com que não esqueçamos alguns contextos, o que nesse caso pode ser bem injusto. Acontece que se lembrarmos, David Luiz era um dos melhores zagueiros do mundo na época. O jogador era famoso por fazer gols e por ter um grande domínio de bola, e foi o herói da partida anterior da Copa com um golaço de falta.

Depois da Copa do Mundo, o nível do jogador caiu em queda livre, sendo marcado por uma passagem quase que desastrosa no Arsenal. O jogador agora tem mais uma chance de mostrar seu valor jogando pelo Flamengo.

Dante

É óbvio que os zagueiros seriam os mais marcados. E infelizmente, para Dante ele foi vítima de uma sequência de problemas. Primeiro, que o zagueiro foi obrigado a assumir uma responsabilidade gigante, iria ser titular no jogo mais difícil, até então, por conta da suspensão de Thiago Silva, além de receber uma pressão em rede nacional com os comentaristas dizendo que, por atuar na Alemanha, o zagueiro conhecia bem o time que enfrentaria.

As coisas foram como foram, e a carreira de Dante nunca mais foi a mesma, com ele aos poucos perdendo os holofotes.

Luiz Gustavo

Outro jogador que teve azar, principalmente, por também estar no futebol alemão na época. Luiz Gustavo chegou a Copa do Mundo como um dos grandes primeiros volantes do futebol mundial, e dali em diante, parecia que iria brilhar muito na Europa.

Acabou que depois do torneio mundial, ele nunca alçou o voo que muitos achavam que ele iria realizar na carreira, e foi também perdendo destaque lá fora, mesmo tendo se mantido no exterior muito tempo. 

Fred

Fred ganhou o apelido de cone após a Copa, em um dos apelidos mais injustos da história do nosso futebol. Fred tem um estilo de jogo, ele é um atacante, centro avante, pouco móvel mas muito gol.

Esse foi o estilo de jogo que levou ele até a seleção e que ajudou a levar a seleção para a Copa. Depois do 7 a 1 foi muito difícil tirar esse estigma do jogador, mas felizmente, isso parece já ter sido deixado para trás, com ele quebrando recorde no nosso futebol brasileiro esse ano.

Oscar

Se alguém precisa de um contexto, pensem em Oscar como pensávamos em Coutinho antes da última Copa de 2018. Um jovem meia muito talentoso que jogava em um time grande que poderia jogar tão bem na Copa que poderiam até ofuscar Neymar. Não foi bem assim, e após o 7 a 1, o jogador ficou só mais um pouco na Europa e acabou indo jogar no futebol Chinês. Até hoje é difícil de entender porque um jogador tão jovem, não optou por seguir tentando jogar na Europa, mas fato é que o jogador está lá até hoje.