NETFUT
Notícias de futebol

Grandes promessas do futebol brasileiro que não deram em nada #Parte 2

Estamos de volta com mais uma lista de grandes promessas que acabaram não dando em nada. Já fizemos uma lista como essas no passado, no entanto, é óbvio que em um país que gera grandes jogadores todo ano, também temos uma produção igualmente grande, senão maior, de promessas que acabam não vingando.

Então juntamos aqui mais 5 nomes de promessas que geraram uma grande expectativa nos torcedores de seus respectivos clubes e até em torcedores da seleção, mas que no fim, não acabaram chegando nem perto de ser o que se esperava deles.

Felipe (Goleiro do Santos)

Tivemos que especificar quem é esse porque muitos podem não se lembrar. Felipe fez parte da nova geração de meninos da Vila junto com Neymar e Ganso, o jovem goleiro parecia promissor, e foi titular durante o Campeonato Paulista de 2010, mas não foi na Libertadores. Isso porque além da queda de rendimento, o jogador se mostrou melhor atleta do que ser humano, quando tentou humilhar torcedores pela internet dizendo que o que ele gastava com o cachorro dele era “mais do que você ganha por mês”.

O goleiro foi perdendo espaço, caindo de rendimento, passando por diversos clubes até finalmente, da forma mais irônica possível, abrir um Pet Shop.

Bruno Uvini

O São Paulo já lançou vários zagueiros para o futebol mundial, Miranda inclusive, foi um deles e está de volta ao tricolor. No entanto, não vai ser sempre que uma cria do time vai vingar tão bem quanto Miranda.

Bruno Uvini surgiu no time com exatamente esse status de futura estrela do nosso futebol, e inclusive chegou a ser convocado pela seleção enquanto defendia o Napoli, no entanto, o jogador passou a cair de rendimento, tendo somente o começo meteórico, e no fim o jogador rodaria e chegaria até a ter uma passagem apagado pelo Santos. Hoje o jogador defende Al-Ittihad dos Emirados Árabes.

Boquita

Citamos Lulinha no primeiro top, mas hoje vamos com um parceiro de clube dele, vamos de um outro jogador com apelido no diminutivo: Boquita.

O jogador era uma grande promessa e chegou a jogar na volância corintiana tendo Ronaldo no mesmo elenco, porém nunca vingou e acabou rodando emprestado até que seu contrato acabou. Hoje o jogador defende o Marcílio Dias, time de Santa Catarina.

Negueba

Negueba acabou sendo uma daquelas promessas que mesmo depois de rodar, seguia como promessa. O jogador foi promessa quando surgiu no Flamengo, e seguiu sendo promessa quando se transferiu para o São Paulo.

O jogador acabou não vingando em nenhum clube pelo qual passou, e hoje é promessa do Gyeongnam, da Coreia do Sul.

Jean Chera

Sempre viemos aqui alertar como os “novos alguma coisa” nunca dão certo. Jean Chera foi além disso sendo chamado por alguns torcedores de “Pelé branco”. E obviamente isso não tinha como dar certo.

O jogador tinha status de ídolo ainda maior que de Neymar e era a grande promessa do clube pros anos 2000. O jogador queria uma quantia mais que milionária entre salário e luvas para ficar na Vila, e por isso acabou negociado, e dali para frente sua carreira só foi para trás, com ele se aposentando precocemente em 2016.