NETFUT
Notícias de futebol

Grandes jogadores que tiveram poucas chances na seleção, parte 2

A nossa seleção é histórica, e sem dúvida nenhuma qualquer um que já jogou futebol de forma profissional deve sonhar em vestir a camisa, e quem sabe disputar uma Copa do Mundo,

No entanto, sabemos que não é tão fácil voar alto o suficiente par fazer parte da nossa seleção, e as vezes nem mesmo o estrelato em um clube pode te abrir essa porta. Nós mostramos isso como exemplo, fazendo uma lista de grandes jogadores que tiveram pouca ou nenhuma chance dentro da seleção, mas como são muitos que viveram esse drama na carreira, nós trouxemos mais nomes de jogadores que tiveram poucas chances com a camisa canarinho.

Rogério Ceni

Rogério Ceni, sem dúvida nenhuma, foi um dos maiores goleiros do mundo. Não só do Brasil mas do mundo, e seus números provam isso, nenhum goleiro marcou mais que Rogério, e poucos ganharam tantos títulos relevantes quanto ele.

Mesmo assim, é estranho lembrarmos que Rogério nunca teve tantas chances assim na seleção, e o motivo? O jogador deu azar de existir em um time com tantos nomes bons para jogar no gol, algo semelhante ao que passamos hoje inclusive.

O goleiro sempre acabava sendo deixado de lado para nomes como Taffarel, Marcos e Dida, tendo pouquíssimas chances como titular.

Renato

 

Os mais novos talvez possam não se lembrar de quão bem Renato jogou ao longo de sua carreira. Renato é um dos grandes ídolos do Santos bem como um dos grandes ídolos do Sevilla da Espanha.

Embora tenha sido chamado para a seleção algumas vezes e até ficado no banco em alguns títulos que a seleção conquistou, Renato nunca teve chances reais como titular e nunca foi visto pelos treinadores como jogador de muita importância ali dentro, uma pena para Renato e uma pena para a seleção.

Dudu

Dudu é com certeza o maior ídolo moderno da história do Palmeiras, tendo conquistado grandes títulos, e se identificando com a camisa alviverde como poucos fizeram ao longo da história do clube, mas isso não foi suficiente para o jogador ganhar chances na nossa seleção.

Ao todo, Dudu só teve apenas 3 partidas com a camisa da seleção, e muito se dá pela grande concorrência que o jogador tem na posição em que joga, sendo que Neymar, Willian, Douglas Costa, Richarlyson e muitos outros ocuparam mesma posição que o ídolo palmeirense.

Serginho

Sergio Claudio dos Santos, campeão da Champions nos anos 2000 pelo Milan – foto: reprodução/internet

Quem aí se lembra de Serginho? Lateral esquerdo que é ídolo no Milan e fez parte do elenco vitorioso que incluiu Kaká e Cafú. O jogador teve um ano mágico jogando com os craques, onde jogou 33 partidas como titular seguidas, e ganhou de tudo, inclusive a Champions League.

Na seleção ele até tem algumas convocações, mas nunca tinha chances reais ficando muito no banco, isso quando nem chamado era, a ponto do jogador se irritar e pedir para que não fosse mais convocado. Novamente o espaço era um problema, uma vez que Roberto Carlos era titular absoluto.