NETFUT
Notícias de futebol

Grandes jogadores que se tornaram técnicos ruins

Se tornar um grande jogador é um trabalho muito difícil. Além de um pouquinho de sorte, é preciso muita dedicação para se atingir o nível dos grandes jogadores do mundo. E se esse trabalho é difícil, imagine quão difícil não é continuar no mundo do futebol como técnico?

Afinal, ser um grande jogador não é garantia nenhuma de que a pessoa conseguirá se tornar um grande técnico, e nós vamos deixar isso ainda mais claro já que juntamos aqui alguns nomes de grandes jogadores que acabaram se tornando técnicos ruins, ao menos até agora.

Lampard

Vamos começar mostrando que às vezes a emoção fala mais alto do que a razão. Lampard é de longe o maior meia da história do Chelsea, quis o maior jogador da história do clube, e claro dos maiores da história também.

Dito isso, o seu desempenho como técnico não vem bem. Claro que ainda tem espaço para melhora, no entanto, o seu desempenho mediano no Derby Country, time que começou treinando, levou o Chelsea a acreditar que ele estava pronto para um desafio maior.

Porém, seu desempenho pífio na fase de grupos da Champions fez com que o treinador caísse e fosse substituído por Tuchel, que acabou dando o título da Champions para os Blues.

Van Basten

Nome de peso das antigas. Jogador que tem 3 bolas de ouro, um dos maiores ídolos da história do Milan, do Ajax e também da Holanda, levando o famoso Carrossel Holandês até um título da Eurocopa.

Ou seja, como jogador, um dos maiores de todos os tempos, porém a transição para a beira do campo acabou não dando nada certo. Além de uma passagem bem sofrida pelo Ajax, o que realmente evidenciou sua carreira ruim foram seus dias como treinador da Holanda, onde ficou famoso por convocar mal e deixar craques de fora dos times que montava. Hoje em dia, Van Basten já pendurou seja o que for que um técnico pendura, e já reconheceu que nunca foi um bom técnico.

Seedorf

Mais um holandês pra lista, dessa vez um dos mais conhecidos pelos brasileiros, sobretudo os torcedores do Botafogo. A carreira do ex-jogador dispensa comentários, e é muito mais do que a sua peculiar passagem pelo Brasil, sendo um dos maiores ídolos da história do Milan.

No entanto, como treinador foram só tentativas frustradas. Sua primeira chance foi no Milan, mas para o azar do meia, ele já pegou o time em decadência, e somando a inexperiência com um elenco limitado, sua jornada por lá durou apenas 6 meses.

Depois disso 6 meses na China, 5 meses na Espanha e 12 jogos pela seleção de Camarões, e atualmente está sem clube.

Henry

O craque de um time que ganha uma Premier League de forma invicta, além de ter sido uma das maiores estrelas da história do futebol francês não é qualquer um e, certamente, tem um vasto conhecimento sobre futebol.

No entanto, nem com esse currículo o jogador conseguiu um bom desempenho como treinador. Teve passagens pífias por clubes como Mônaco, onde teve problemas de relacionamento e Montreal Impact na MLS, de onde saiu durante a pandemia para ficar perto da família. Atualmente, o francês é auxiliar da seleção da Bélgica.