NETFUT
Notícias de futebol

Grandes jogadores brasileiros que se aposentaram cedo

Ao longo de nosso futebol tivemos grandes jogadores que marcaram história. Mas essa história, apesar de muito marcante, nem sempre acaba sendo tão longa. 

Isso pode ter muitos motivos, alguns jogadores querem fazer outras coisas da vida, enquanto alguns são obrigados a parar por conta de lesões, e outros só querem mais tempo para passarem com a família e relaxar a mente da estressante rotina do futebol.

Seja lá qual for o motivo, tivemos grandes nomes que pararam cedo, e hoje juntamos aqui 5 nomes de jogadores que se aposentaram cedo.

Denílson

Os mais novos podem lembrar de Denílson apenas como o engraçado comentarista de futebol dos programas esportivos da TV aberta, mas os mais velhos se lembram de quão rápido e habilidoso Denílson era em sua época. 

Infelizmente o estilo de jogo de Denílson exigia muito de seu corpo, seu estilo veloz e brigador fazia com ele precisasse ter pernas fortes, e constantes problemas no joelho fizeram com que ele parasse aos 33 anos, e segundo ele próprio, só chegou aos 33 jogando se esforçando muito, porque por questão de saúde deveria ter parado antes ainda.

Caio Ribeiro

Mais um comentarista que pendurou as chuteiras cedo. Caio é um grande comentarista da rede globo que foi um grande jogador e que se aposentou com apenas 30 anos, no entanto, diferente de como foi com Denílson, as lesões não foram responsáveis por isso.

Ele realmente tinha outros interesses além do futebol, e decidiu seguir os negócios de sua família, e no fim acabou realmente permanecendo ainda no mundo do futebol, porém nos comentários.

Wendell Lira

Wendell talvez nunca tenha sido o maior dos craques, mas ganhou notoriedade mundial quando venceu o Prêmio Puskas que premia o gol mais bonito do ano, isso lá pelo ano de 2015.

O jogador teve algumas lesões depois disso e nunca conseguiu realmente surfar sua onda. Foi então que pouco depois de vencer o prêmio, o jogador decidiu se aposentar dos gramados e seguir sua outra paixão: os videogames, se tornando um Pró-Player de Fifa.

Adriano 

O Imperador foi muito, e ainda assim, a sensação é de que poderia ter sido muito mais. O atleta conquistou a Itália em seu tempo por lá, ficando mundialmente famoso, e nesse tempo, também foi muito importante para a seleção brasileira marcando gols históricos.

No entanto, problemas pessoais, depressão e a morte de seu pai cobraram uma conta alta demais de seu psicológico, e apesar de ter tido momentos marcantes durante sua volta ao Brasil, a carreira do jogador foi se apagando de forma precoce. Sua última partida oficial foi aos 34 anos, mas podemos dizer que ele parou ainda antes disso.

Tostão

Tostão na seleção brasileira, Copa do Mundo de 1970

Infelizmente às vezes grandes ídolos param cedo. se não foi suficiente lembrar de Adriano, temos que lembrar também de Tostão, que acabou encerrando sua carreira com apenas 27 anos de idade.

O jogador que brilhou pelos clubes que passou, e claro, brilhou também pela seleção brasileira, sofreu problemas em sua retina, e com sua visão piorando aos poucos, ele foi forçado a deixar a carreira de jogador.

Curiosamente ele entrou para a faculdade e se formou em medicina.