NETFUT
Notícias de futebol

Galliote banca Abel no cargo de técnico, mas diz que “time precisa melhorar”.

Com a recente demissão do técnico Hernán Crespo e de Felipão nos cargos de treinador de seus respectivos clubes, algumas pessoas já se perguntam se o treinador Abel Ferreira pode ser o próximo a perder o emprego, já que o time do Verdão vem tropeçando dentro do Brasileirão e cada vez mais vê o Atlético Mineiro abrir vantagem.

Embora tal decisão tenha o aval de alguns torcedores que enxergam que os jogos ruins do time estão diretamente ligados ao estilo de jogo do treinador, Mauricio Galliote, presidente atual do clube, bancou o treinador alegando que apesar do time precisar melhorar, enquanto ele for presidente, Abel fica.

Com as próprias palavras, Galliote disse:

– Enquanto eu for o presidente do Palmeiras, o Abel é o treinador do Palmeiras. Ele tem contrato até o fim do próximo ano, teremos uma mudança de gestão e obviamente serão feitas várias reflexões, o planejamento já se iniciou. Algumas definições serão feitas em dezembro, de alguns jogadores, sobre renovações, reforços, tudo isso. Temos tratado, temos falado. O Palmeiras como todos os clubes têm carências, existem ajustes a serem feitos no elenco. Como estou deixando o clube, encerrando o ciclo em dezembro, isto precisa ser feito a quatro mãos com a próxima gestão. Sobre o Abel, enquanto eu for o presidente do Palmeiras, ele é o técnico do Palmeiras.

Galliote é garantia de permanência de Abel até o final da temporada no Verdão

Galliote chegou a admitir que o momento do time não é bom, e que o desgaste emocional é real, o que vem atrapalhando o time em sua jornada. Além também da parte física, que vem sendo cobrada ao extremo dos jogadores por conta do calendário brasileiro. Disse ser muito desgastante tudo o que o clube vivei neste ano e isso exigiu muito não apenas dos jogadres, mas comissão técnica também está inclusa nesta lista.

Vale lembrar que apesar de Galliote colocar seu cargo como garantia da continuidade de Abel no cargo, os dias de presidente dele estão contados, uma vez que não falta muito para que Leila Pereira, figura recorrente no Verdão e nome por trás da Crefisa, maior patrocinadora que o Palmeiras tem, assuma o cargo que hoje é de Galliote.
E exatamente por isso não tem como saber se a permanência do treinador será tão garantida com ela quanto é também com ele.

Atualmente o Palmeiras segue já a 5 partidas sem saber o que é vencer no Brasileirão, e entre desfalques e decisões erradas, cada jogo que passa o Palmeiras segue mais longe do líder Atlético Mineiro, mas pior do que isso, a cada jogo a torcida se sente menos confiante com o time.

O torcedor só espera que esse desânimo não pegue os jogadores também, principalmente antes do jogo decisivo da final da Libertadores.

 


Sem opção de comentar este post