NETFUT
Notícias de futebol

Entre muitas alegrias e algumas frustrações, o técnico Abel Ferreira chega a seu jogo de número 70 no comando do Palmeiras

O time do Palmeiras teve muitos problemas com técnicos em sua história recente. O time começou seu investimento milionário com a ideia de ter um técnico experiente para comandar todos os nomes que surgissem.

Técnicos que deixaram suas marcas no Palmeiras

Isso fez com que o time repatriasse Felipão, um grande conhecido da casa e da torcida. O treinador até conseguiu bons resultados, mas longe de ter o aproveitamento que se era esperado dado ao investimento que o clube fez. O gaúcho Mano Menezes também foi um dos escolhidos para trabalhar no Verdão em seus projetos ambiciosos, e mais uma parceria que acabou não dando certo no geral.

Leia: Entre novidades e retornos Palmeiras deve ter cinco modificações para jogo contra o Fortaleza

E temos que citar também o nome mais polêmico de tudo, aquele que pegou muitos de surpresa. Vanderlei Luxemburgo. O treinador também teve sua chance de comandar o verdão nessa nova era do time, e de todos os já citados, esse é sem dúvida o que mais obteve a desconfiança da torcida, embora tivesse o poder de hipnotizar diretoria palestrina.

Professores de fora, foram e seguem sendo uma forte tendência no futebol brasileiro, apesar dos bons exemplos que temos

Também não foi a parceria que traria tudo aquilo que o time queria para essa nova cara do Palmeiras, e foi aí que, a exemplo de Internacional, Flamengo e até o Santos, o Palmeiras resolveu finalmente, buscar recursos de fora, além das nossas fronteiras em busca do novo nome ideal.

Muitos nomes foram falados, como por exemplo do ex-técnico do Internacional Miguel Angel Ramirez, que na época era badalado e querido por praticamente todos times nacionais. Um outro nome que bateu na trave de fechar com o Verdão na época foi o de Sampaoli. O treinador impressionou a todos com uma temporada ótima mesmo comandando o limitado time do Santos, e por pouco não foi o escolhido da diretoria alviverde. Porém, problemas de negociação impediram que o negócio fosse para frente.

Foi então que o nome de Abel Ferreira começou a ser falado. O treinador que comandava outro alviverde na época em que foi sondado, ficou conhecido por nós brasileiros antes mesmo de vir para terra tupiniquim, quando bateu o time de Jorge Jesus que havia recém voltado para sua terra.

Relação passa por momentos de desgaste, mas no final o que importa são os resultados de Abel Ferreira

O treinador veio e assumiu um time em um momento de emergência e turbulência, e com apenas alguns jogos, o treinador se tornou Campeão da Libertadores, um dos maiores sonhos do Palmeiras nesta nova era.

Um tropeço prematuro no mundial de clubes, que sim era o maior sonho palmeirense acabou por criar problemas até na relação do treinador com o time. Algumas reclamações públicas quanto a posição da diretoria de não trazer os reforços requisitados pelo treinador trouxeram dúvidas quanto ao futuro do Palmeiras junto com o portugues, mas no fim, os lados acabaram se acertando e hoje, mais do que nunca, a sintonia do treinador com os internos é clara.

Quem sabe quais surpresas estão reservadas para esta relação de Amor e Ódio?

Desde a diretoria, jogadores e a torcida, fica claro que Abel Ferreira se dá bem com todos, e talvez por isso, o treinador vá conseguir finalmente completar seu jogo de número 70 pelo clube. E por ironia do destino, caso o Palmeiras consiga mais um triunfo na conquista da Libertadores, o próximo mundial pode ser o lugar onde o Portugues terá seu jogo de número 100. Basta aguardarmos para ver quão irônico o destino poderá ser.