NETFUT
Notícias de futebol

Empate com gosto amargo: Fluminense tinha jogo na mão, mas decisão ficará para jogo de volta

O Fluminense recebeu o Barcelona de Guayaquil no estádio do Maracanã nesta quinta-feira em jogo válido pelas quartas de final da Taça Libertadores. A realidade dos dois times antes do jogo era muito diferente.

O Flu vinha em uma sequência de jogos ruins. Embora tenha goleado o Mirassol e se classificado para as quartas em cima do Cerro Porteño, o time acumulava resultados ruins no Campeonato Brasileiro, e gerou certa preocupação em seu torcedor por ter caído de nível logo em um momento tão decisivo da temporada.

 O rival não era fraco

Enquanto isso, o Barcelona é líder de seu campeonato nacional e vinha de uma sequência de vitórias e contava com que esse bom momento embalasse o time na casa adversária nessa noite de quinta.

E assim o time equatoriano conseguiu ao menos equilibrar as coisas no primeiro tempo. O jogo começou truncado, com poucas chances. Porém a eficiência do tricolor falou mais alto, e após o Barcelona bater cabeça na pequena área, Gabriel Teixeira não desperdiçou. O jogador aproveitou que quando Cazares cobrou uma falta pelo lado esquerdo, os jogadores Burrai e Riveros se chocaram no momento em que subiram para cortar, o que deu um caminho limpo de frente para o gol para Gabriel apenas completar.

Por pouco a alegria tricolor não foi cortada precocemente, quando o goleiro Marcos Felipe se viu frente a frente com Piñatares, que encontrou Mastriani livre para marcar, porém em seguida o gol foi anulado pelo VAR, que pegou um impedimento na jogada, e assim terminaria o primeiro tempo, 1 a 0 Flu.

Segundo tempo do jogo

Embalado pelo gol, o Fluminense voltou melhor no segundo tempo, conseguindo ter mais a bola e criar mais. Cazares, Fred e Gabriel Teixeira que já haviam marcado criaram boas chances, mas não conseguiram balançar as redes. A falta de objetividade estava atrapalhando o time.

E nesse momento, a máxima do futebol de que “quem não faz, toma” se fez presente, e em bom cruzamento de Martínez e melhor ainda na movimentação de Adonis Preciado, o jogo foi empatado. 1 a 1 no Maracanã.

As emoções do jogo só aumentariam ainda mais, quando Emmanuel Martínez foi expulso após receber seu segundo cartão amarelo no jogo, proveniente de uma dura falta em Samuel Xavier.

Foi então que o tricolor viu a oportunidade de ir para cima dentro de sua casa, e assim o fez. Mas logo seria parado por um balde de água fria, vendo os equatorianos virarem a partida em pênalti convertido por Cortez, cometido por Nino que tinha voltado de seus compromissos nas olimpíadas.

O jogo então se tornou o famoso tudo ou nada, onde o Flu se jogou totalmente ao ataque, e após pênalti sofrido por Abel Hernández, Fred converteu e deixou tudo igual no placar. 2 a 2 e fim de jogo.

Em competições com gol fora valendo, ninguém gosta de empatar em casa com 2 gols dessa maneira, porém o Flu segue vivo na libertadores, e vai encarar o Barcelona no Monumental na próxima quinta. Vale lembrar que na competição o tricolor tem tido melhor desempenho como visitante.


Sem opção de comentar este post