NETFUT
Notícias de futebol

Em noite de tropeço caro, Renato Gaúcho acusa VAR de apitar o jogo

Conforme os dia vão passando, surpresas surgirão no futebol, a exemplo do Grêmio, percebemos que o time agora comandado por Vagner Mancini deu o seu respiro de vida, mas ainda tem muito ser trabalhado em campo, diferentemente dos rubro-negros que precisam ingerir o empate e focar suas atenções no próximo compromisso, no meio da semana pale Copa do Brasil.

Neste final de domingo, a torcida do Flamengo foi dormir com uma tremenda dor de cabeça, quando o time cometeu um de seus maiores tropeços dentro do Campeonato Brasileiro até então.

A equipe rubro-negra vem lutando bravamente para diminuir a ampla vantagem construída pelo líder Atlético Mineiro, e mesmo em meio a uma sequência de jogos sem perder gigante, o Fla teve a chance de diminuir 3 pontos, já que a sequência citada foi quebrada quando o Galo perdeu para o Atlético-GO neste fim de semana.

No entanto, o Fla por si só teve seu próprio tropeço, onde dentro da própria casa acabou não conseguindo sair do 0 a 0 contra a equipe do Cuiabá.

Se a derrota irritou a torcida, irritou ainda mais o técnico Renato Gaúcho, que enxergou que poderiam ter tido uma chance melhor de vitória caso o árbitro tivesse dado pênalti em um lance com Vitinho, onde o jogador recebe uma cotovelada do adversário.

O treinador alegou que o VAR foi omisso em não alertar o juiz e pedir pela revisão, acusando o VAR de apitar jogo por não ter critério e chamar o juiz para revisão apenas quando bem entende.

– Fica difícil. Eu venho falando há muito tempo que o VAR apita os jogos. Não é no jogo de hoje. Eu converso com os árbitros. Em lance duvidoso na área, não é o árbitro do VAR que decide se é pênalti ou não é pênalti. Ele tem que chamar o árbitro do jogo. Eu estava no vestiário vendo o lance do Vitinho.

O técnico continuou dizendo: Eu não costumo falar de arbitragem, porque empatamos e vão falar que o Renato está falando da arbitragem. Então, deixo para os especialistas mostrarem o lance e comentarem a cotovelada que o Vitinho tomou no fim do jogo. Se é um lance fora da área, o jogador é expulso. Eu já vi vários jogos que por menos o jogador é expulso. E tem que ser expulso – disse Renato.

Lembrando que se o Flamengo vencesse a diferença com o Galo poderia baixar para 8, mas com o empate o time ainda está a 10 pontos de distância do líder, e ainda teve que ver a equipe do Palmeiras quebrando um jejum de vitórias batendo o Internacional e voltando para o G-4 do Campeonato Brasileiro, e agora ficando a 3 pontos da vice liderança.

O próximo compromisso do Fla é a Copa do Brasil no meio de semana, quando pega o Athletico-PR na semifinal da competição. 


Sem opção de comentar este post