NETFUT
Notícias de futebol

Edu Dracena é novo executivo de futebol do Santos. Quais desafios virão?

Recentemente Edu Dracena, ex-jogador que teve uma carreira notável por Palmeiras e Santos fez novamente o caminho de ir de um grande para o outro, mas agora como funcionário.

Edu vinha trabalhando no departamento de futebol do Palmeiras já a alguns bons anos, e agora deixa o alviverde para ser Executivo de futebol do Santos. Mas quais serão os grandes desafios do ex-jogador no cargo? É sobre isso que vamos falar hoje.

Criar uma boa relação com os jogadores

No futebol moderno cada vez menos vamos ver jogadores tendo que interagir diretamente com o Presidente do clube. Em um clube saudável, o Executivo de futebol é a autoridade ao qual os jogadores vão ter algum tipo de relação.

E esse é um trabalho muito importante em um time que passa por uma crise. Edu ali vai fazer o elo entre a diretoria e os jogadores, e é importante que tudo esteja em sintonia, e mesmo tendo chegado ao clube a pouco tempo ele já começou esse trabalho.

O ex-jogador já palestrou para os jogadores, não só se apresentando, mas também dando força ao time, deixando claro que estará presente em todos os jogos dando toda a assistência ao seu alcance.

Resolver problemas internos

Algo que chamou atenção no Santos esse ano foram algumas confusões que envolveram o Departamento médico. Tudo começou com Marinho se lesionando, e depois reclamando que um erro médico teria piorado sua lesão, fazendo com que ele ficasse muito mais tempo fora de combate.

Não demorou até que novos problemas surgissem, o ex-treinador do Santos Fernando Diniz reclamou e depois Carille também, ao ponto de que o Departamento precisou dar declarações públicas sobre o assunto.

Isso certamente criou um clima ruim entre atletas e comissão, um fogo que vai caber a Edu apagar, seja na base da conversa e da reconciliação ou seja trocando funcionários, caso chegue a esse ponto. 

Remontar o departamento de futebol

Com algumas saídas por conta do clima ruim no time, Edu terá também o trabalho de remontar boa parte do departamento de futebol do clube, trazendo novos nomes para cargos muito importantes lá dentro.

Um dos primeiros nomes foi o de Guilherme Lipi, que trabalhou com Edu no Palmeiras exercendo a função de gestor do Allianz Arena. Guilherme é formado em direito, e trabalha no mundo do futebol já a 14 anos, e no Peixe seu cargo será cuidar de questões burocráticas do clube.

Gerenciar as transferências do clube.

Esse talvez seja o trabalho mais desafiador que Edu vai ter, uma vez que vai ter que gerenciar contratos, idas e vindas de jogadores em um clube com o poder financeiro comprometido.

O presidente do clube, Andres Rueda, entregou a Edu totalmente a responsabilidade por essa função, e o novo Executivo de futebol vai ter que quebrar a cabeça para poder tirar o melhor dos contratos já existentes, e ver o que dá para fazer pensando no futuro.