NETFUT
Notícias de futebol

Corinthians e Sylvinho a retrospectiva da parceria

O Corinthians  chegava ao topo da competição pelo menos uma vez por ano, o que deixava a torcida acostumada em ganhar títulos. Na época, o Alvinegro conquistou três títulos paulistas sob o comando de Fábio Carille. Afinal, depois de ser rebaixado em 2007, o Timão começou a ter resultados positivos, chegando à liderança da Copa Libertadores e ao mundial de 2012.

Após o campeonato estadual no final da década passada, o Corinthians viu uma explosão nas dívidas de sua gestão com Andrés Sanchez.

Corinthians Campeão do Mundial de Clubes edição 2012 – foto|: reprodução/internet

O clube encerrou sua segunda temporada sem erguer o troféu

Além das questões financeiras, a gestão anterior acabou investindo em recrutamentos que não trouxeram o retorno esperado, e também ingressou com ações judiciais contra a equipe. As coisas começaram a mudar quando Duílio Monteiro Alves foi eleito o novo presidente do Corinthians e, com Andrés na mesma votação, o dirigente assumiu uma postura diferente do antecessor.

Corinthians corre atrás de recursos e deve quitar dívida com base ainda essa semana

No início, focou na redução de salários e no trabalho com consultores para reduzir o endividamento de curto prazo. Porém, a qualidade técnica desta equipe ainda era insuficiente, resultando em uma eliminação constrangedora. Ao mesmo tempo, os maiores adversários conquistaram títulos importantes, como a Libertadores.

Essa estratégia adotada por Duílio começou a dar resultados na segunda metade do ano, e as perdas caíram, mesmo que fossem reduzidas em um pequeno percentual. Logo, o Corinthians foi ao mercado em busca de eventuais contratações, com o objetivo de não trazer nomes de clubes ou tentar rescindir o contrato.

Foi por meio desses modelos que chegaram: Giuliano, Roger Guedes, Renato Augusto, William e Paulinho. Este último foi anunciado há poucos dias. Com a chegada dos reforços, o inexperiente Silvinho, que foi contratado antes do início da Seleção Brasileira, passou a ter uma escolha melhor na sua escalação e conseguiu melhorar o desempenho coletivo da equipe em campo.

O Corinthians encerrou o segundo turno invicto na Arena

No entanto, ao operar fora de seu domínio, a equipe achou muito difícil, resultando em nenhuma vitória no retorno como visitante. Esse tipo de volatilidade na equipe é um dos pontos mais criticados do trabalho de técnico, mas ainda assim terá o apoio da diretoria em 2022. Com a pré-temporada, o time pode ficar mais completo e sincronizado. Além disso, Silvinho poderá obter uma avaliação completa.

O cartola do Timão ainda está ligado ao mercado de transferências, com o principal alvo sendo o uruguaio Cavani, do Manchester United.

Outras opções são Diego Costa, do Atlético-MG, e Luís Suarez, do Atlético de Madrid. Um ponto relacionado que precisa de ser comentado é que, à exceção de Róger Guedes, todos os reforços têm mais de 30 anos.

Eles estão envelhecendo e é quase impossível aparecer em todas as competições. Por isso, a comissão técnica de Silvinho deve estar atenta a esse ponto, para não causar muita pressão no físico do atleta.

Obviamente, a chegada deste novo centro será a “cereja do bolo” na escalação da equipe em 2022. Com jogadores de ponta, o apoio da torcida e as melhorias táticas de Silvinho, o Corinthians tem todas as temporadas seguintes e na experiência dos jogadores para tentar ganhar as próximas competições.