NETFUT
Notícias de futebol

Com Pavon chegando apenas em junho, Atlético Mineiro tenta não criar caso por jogador

Quase sempre quando um time consegue um jogador novo, esse mesmo time faz muito alarde em cima da contratação, e isso acontece por diversos motivos.

Quanto mais mídia em torno daquele jogador, melhor para o time, os patrocinadores gostam, isso faz com que torcedores se empolguem e comprem camisas do jogador ou mesmo vão ao estádio ver jogos só para ver aquele jogador atuando.

No entanto, o Atlético Mineiro está tendo uma postura completamente oposta a essa em relação a sua mais nova contratação para o meio do ano. O argentino Pavon que atualmente joga no Boca Juniors já acertou um pré contrato com o Galo, e vai chegar ao Brasil assim que seu contrato com o time argentino acabar, já que ele já avisou a equipe que não pretende renovar seu contrato, que acaba justamente no meio do ano.

Mesmo assim, o Atlético Mineiro poderia facilmente já estar fazendo alarde pela vinda de seu mais novo atacante estrangeiro, no entanto, o time está tentando falar o mínimo possível sobre o assunto, e existem mais de um motivo para isso.

Os motivos do alarde zero

O primeiro deles é o fato do jogador ter sido acusado de violência sexual na Argentina. O pessoal do Atlético pesquisou a fundo o caso, falou com advogados e chegou a conclusão que é muito difícil que o caso seja real e o jogador seja declarado culpado, e por conta disso vai permanecer em silêncio sobre o assunto para que isso não vire uma polêmica por aqui também.

Também tem o caso do jogador ter 6 jogos de suspensão para cumprir na Libertadores, e o Galo tem receio do Boca Juniors, irritado com a situação não inscreva o jogador na Libertadores, e assim ele tenha que cumprir os 6 jogos pelo próprio Atlético Mineiro.