NETFUT
Notícias de futebol

Com erro de Andreas Pereira e coletivo forte do Palmeiras, Verdão é o Campeão da Libertadores 2021

Na tarde deste sábado, Palmeiras e Flamengo se enfrentaram em jogo válido pela grande final da Libertadores 2021. O jogo aconteceu em estádio neutro, no Uruguai, com ingressos vendidos abaixo do esperado, era claro a o número de lugares vazios, no entanto isso não impediu o Palmeiras de conseguir ficar com a vitória em um jogo bem apertado e cheio de histórias individuais.

Vamos aos detalhes do jogo.

O jogo se desenhou para o Palmeiras desde cedo

O jogo começou já com a história se moldando para o lado verde. O primeiro gol saiu logo aos 4 minutos de jogo, em um contra-ataque rápido do Palmeiras que explorou o lado esquerdo do Flamengo, um lado da defesa que claramente se mostrou frágil na recomposição, o que permitiu uma jogada rápida de Rony e Dudu que terminou em gol do meia Raphael Veiga.

Todos os ataques do começo do jogo acabaram ficando por ali, mostrando que Filipe Luís e David Luiz estavam batendo cabeça, porém não muito tempo depois do gol o lateral Filipe Luís acabou sentindo um problema muscular, e precisou ser substituído por Rene.

Tudo começou dando errado para o rubro-negro.

Jogadores apagados

Os dois lados tiveram jogadores importantes que foram pouco participativos no jogo. No Flamengo o destaque fica para Everton Ribeiro, que na verdade não faz uma boa temporada no geral, e o futebol apresentado na final foi um reflexo disso.

Do outro lado, Gustavo Scarpa ficou sumido durante a partida. O meia foi citado poucas vezes, sendo menos participativo, em partes porque o próprio Palmeiras preferia fazer suas jogadas pelo lado direito, ao lado de Raphael Veiga.

Erros individuais

O jogo acabou sendo marcado por alguns erros individuais que decidiram o jogo. O primeiro dele foi do goleiro Weverton. O erro acabou sendo abafado pela vitória, no entanto, o gol marcado por Gabigol do Flamengo, foi um erro do goleiro.

Weverton não fechou seu canto direito, e a bola acabou passando no limite, sendo assim o gol de empate rubro-negro. 

No entanto, o erro decisivo acabou sendo o de Andreas Pereira. No primeiro tempo da prorrogação, o jogador visivelmente cansado acabou se atrapalhando em uma recuada de bola para o goleiro, e viu Deyverson roubar a bola e sair sozinho para fazer o gol do titulo.

Coletivos bem diferentes

Se os dois lados tiveram erros individuais, podemos dizer que na questão coletiva, apenas um time realmente foi superior. O Flamengo bem que tentou, mas o Palmeiras marcou muito bem, com uma boa entrada de Mayke na equipe, e uma das melhores partidas da carreira de Gustavo Gomes.

Um trabalho coletivo de Abel Ferreira que, claramente, foi feito com cuidado para anular especificamente a equipe do Flamengo, que viu seus principais jogadores mal tendo a chance de fazerem o que fazem de melhor: Criar.

Tomando cuidado para neutralizar de forma eficiente Arrascaeta e Bruno Henrique, o que funcionou, e assim o Palmeiras foi tricampeão da Libertadores.